Cidadeverde.com

Sebrae promove palestra sobre empreendedorismo para estudantes da UFPI

Na próxima segunda-feira (22) acontecerá em Parnaíba uma palestra sobre Empreendedorismo para alunos do curso de Engenharia de Pesca da Universidade Federal do Piauí, UFPI. A palestra será ministrada por Ricardo Leão, analista do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae no Piauí.

“Fomos procurados por professores da UFPI que vêem no Sebrae uma instituição de vanguarda no que se refere a despertar e motivar o empreendedorismo jovem. Esses professores querem incentivar os universitários a pensarem e irem além da academia, buscando oportunidades no mercado local”, ressalta a gerente do Escritório do Sebrae em Parnaíba, Isabela Ribeiro.

Ainda segundo Isabela, um dos setores com mais potencial na região norte do Estado é a piscicultura e o Sebrae tem realizado trabalhos no sentido de alavancar esse segmento. “Fizemos um estudo em 2016, no qual detectamos a relevância dessa cadeia produtiva para a economia do litoral. Quando incentivamos os jovens a investirem nesse segmento, estamos dando a nossa contribuição para que novos negócios se constituam e mais emprego e renda sejam gerados na região”, acrescenta.

O litoral piauiense tem condições favoráveis para a produção de pescado, devido à abundância hídrica de seus rios e lagoas, à temperatura adequada da água e do solo argiloso, que permitem o desenvolvimento dessa cultura tanto em tanques escavados como em tanques rede. A produção de peixes nessa região é de cerca de mil toneladas por ano, incluindo espécies como tambaqui e tilápia.

O Sebrae atua diretamente junto a produtores dos municípios de Parnaíba, Caraúbas do Piauí, Caxingó, Buriti dos Lopes e Luzilândia. Entre as ações realizadas estão capacitações e repasse de conhecimento técnico para garantir a competitividade e sustentabilidade das propriedades aquícolas.

Além da piscicultura, o estudo do Sebrae realizado em 2016, intitulado de Diagnóstico Qualificado do Território do Litoral, identificou outras cadeias produtivas e serviços relevantes para a economia daquela região, como é o caso da bovinocultura, agricultura, extrativismo vegetal e do turismo, que é bastante trabalho através da Rota das Emoções.

 

redacao@cidadeverde.com