Cidadeverde.com

Foragidos da Justiça são presos em operação no litoral do Piauí

(Foto: Portal do Catita)

Atualizada às 9h56

O delegado Williame Morais informou ao Cidadeverde.com que, até às 9h30 de hoje 17 pessoas foram presas na Operação Gênese. Dois mandados de prisão foram cumpridos em São Paulo: Antenor de Paula Melo Filho e Francisco Luis Lopes Ribeiro. 

Segundo a Polícia Civil, Antenor e Francisco são suspeitos de assassinar a irmã do delegado José Rodrigues Júnior (falecido em 2013). A irmã do delegado foi morta em Teresina no ano de 1997, após se queixar do mau serviço prestado por uma oficina mecânica. "Na oportunidade, um mecânico e o dono do estabelecimento mataram a cliente e até então estavam foragidos", diz a polícia. 

Outras 15 pessoas foram presas na cidade Parnaíba. A maioria responde por roubo e tráfico de drogas. A Polícia Civil divulgou o nome de 11 presos na operação.

Veja Lista


Antenor de Paula Melo Filho   (São Paulo) -latrocínio
 Francisco Luis Lopes Ribeiro (São Paulo) -latrocínio
Arnaldo de Sousa Costa - roubo 
Francisco Roberto Feirosa de Araújo- roubo
Anderson Cardoso de Lima - roubo majorado
Felliphe Dávilla da Silva Santos - roubo 
Cleoni Alves da Silva- roubo majorado
Tiago Pereira do Nascimento - tráfico de drogas
Pedro Martins Pereira - tráfico de drogas
Francisco Deivd Conceição Santos-  tráfico de drogas 
Leonardo Alves do Santos- roubo majorado

 

Matéria original 

A Divisão de Inteligência e Captura (Dicap) deflagrou operação  na cidade de Parnaíba, no litoral do Piauí, para prender suspeitos de envolvimento com crimes de homicídios, roubo e tráfico de drogas. Nas primeiras horas da manhã, desta sexta-feira (18), 15 suspeitos foram presos em cumprimento a mandados judiciais. 

Na operação, denominada de Gênese, também há alvos no estado de São Paulo, onde dois suspeitos foram presos. 

"Escolhemos dar cumprimento a mandados relacionados a crimes que mais afetam a sociedade como tráfico de drogas, estupro, homicídio. Essas pessoas se encontravam há muito tempo foragidas da Justiça", explica o delegado Willame Moraes, coordenador da Dicap. 

 


Graciane Sousa e Izabella Pimentel
gracianesousa@cidadeverde.com