Cidadeverde.com

Coluna de 12/04/2021


Marcela Bruno Castro e Caio Castro, que moram nos Estados Unidos, passaram o final de semana em cenário paradisíaco

É big!
O empresário, advogado e vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, Valdeci Cavalcante, completou mais um ano de vida ontem.
 

Tudo de bom
Maria Cristina Freitas aniversariou ontem e comemorou ao lado do marido Felipe Gomes. Felicidades! 
 


A digital influencer Karuana Carvalho e o consultor gastronômico Rodrigo Barros em clique na cachoeira da Formosa, ontem, em União
 

Parabéns
Andrei Costa aniversariou no sábado e celebrou a data de forma intimista ao lado da esposa Cláudia. 
 

É big!
Quem troca de idade hoje é Maria Josélia, Ana Luiza Chaves, Cláudio Barros e Jimena Sousa. Felicidades!
 


Quem troca folhinha hoje é o empresário e chef Acrésio Silva,  que comemora a data em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. No registro, Acrésio com o médico Hugo Souza. A coluna deseja parabéns e muitas felicidades ao grande aniversariante do dia
 

Sétimo dia
A celebração pelo sétimo dia da morte do ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho, acontece nesta segunda-feira (12), a partir das 18h. A missa será transmitida pela internet, através do canal do vigário geral Tony Batista no youtube e também na TV Assembleia.
 


A força instrumental da Orquestra Sinfônica de Teresina unida a poesia e musicalidade de duas teresinenses de alma e coração. Em um collab inédito, a cantora Patrícia Mellodi e a escritora e poeta Clara Mello fazem parceria com o maestro Aurélio Melo e os músicos da Orquestra e, juntos, vão lançar nesta quinta-feira (15), nas redes sociais, o clipe da música “Navegante”, uma canção de amor e saudade à Teresina

Nesse registro da Orquestra Sinfônica de Teresina a presença do ex-prefeito Firmino Filho, que era um entusiasta da orquestra (Foto: Luciano Klaus)
 

Pesar
A sociedade teresinense e valenciana está de luto pela morte inesperada de Maria Auxiliadora Veloso Igreja, no último sábado (10), em hospital particular em Teresina. Maria Auxiliadora estava internada desde março, para tratamento da covid-19, vinha respondendo bem ao tratamento, mas sofreu um acidente Vascular cerebral e veio a óbito. O sepultamento aconteceu no cemitério Jardim da Ressurreição, zona Leste de Teresina. A notícia abalou familiares, amigos, a comunidade católica e as redes de filantropia das cidades de Teresina e Valença, onde Auxiliadora prestava relevantes serviços.
 

FOTOS: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

O vídeo de uma jovem que dirigia um carro Crossfox, segura de si enquanto cantava que era absoluta, deu a tão buscada fama para Stefhany Sousa, que vivia no Piauí, em 2009, e sonhava em ser reconhecida e viajar o mundo. No entanto, a jovem que fez sua versão empoderada da canção A Thousand Miles, não tinha toda aquela confiança. Atualmente com 29 anos, ela é destaque em entrevista no site da revista Quem, onde afirma que na época Eu Sou Stefhany apenas buscava fama e que só se encontrou realmente em abril de 2013, quando se voltou para Deus.

“Nunca existiu aquela confiança que a Stefhany de antes parecia ter. Eu queria parecer ser assim por causa da fama, para chamar a atenção das pessoas. Mas não era confiante. Eu era uma jovem cheia de sonhos, tinha o sonho de ser reconhecida e viajar muito. Eu achava que quando tivesse o meu sonho realizado não ia ter mais o vazio dentro de mim. Deus permitiu que tudo isso acontecesse na minha vida para eu saber que o meu sonho não era tudo. Hoje entendo que tudo é uma fantasia. Tudo vai passar. Não adianta ter fama e não ter felicidade, ser uma pessoa vazia. Sorri para as pessoas, querendo passar algo que não tem. Agora tenho a confiança em Cristo e sou outra pessoa”, diz ela, que não canta mais o hit, que recentemente voltou a ser lembrado em uma festa do BBB21.

“As pessoas no início não queriam muito aceitar e pediam para cantar, mas hoje elas louvam junto comigo. Elas dizem até que foi muito bom eu ter tomado a decisão. Em 2009, eu pensava em falar sobre mim, sobre aquela mulher empoderada e absoluta. Hoje sou outra pessoa e sei que nasci para falar de Deus. Eu não tenho porque falar de mim, todos nós somos iguais. Ninguém é melhor do que ninguém. Todos somos dependente de Deus. Hoje a Stefhany não fala mais dela e por isso tirei o 'absoluta' do nome. Absoluto é só Deus. No início da minha carreira gospel ainda usava no CD, mas era estratégia para as pessoas lembrarem de mim e verem que Jesus tinha me salvado.”


Cantora gospel, Stefhany diz que sente a presença de Deus em todos os momentos e que ele já a livrou da morte em duas ocasiões. A mais recente foi em 2018, quando foi acusada de ter dado o golpe do baú pelo ex-marido, o fazendeiro Roberto Cardoso, de 55 anos, de quem ela se recusa a falar ou citar nome.

“Já passei por muitos momentos difíceis na minha vida, mas certa vez, estava dentro do meu quarto desesperada e angustiada por estar sendo acusada, me senti muito mal. Recebi muitas ligações de muitos pastores. Tinha um ano de agenda fechada. Tudo foi cancelado e só sobraram duas datas na agenda marcadas para o ano inteiro. Eu me desesperei muito e no momento de dor escutei uma voz dizendo: ‘Tira a sua vida porque você não vai cantar mais’. Logo em seguida, recebi uma mensagem desmotivadora de uma pessoa que dizia: ‘você não serve mais para o ministério de Deus, para cantar, você tem que cantar’”, relembra ela, que encontrou em Deus a resposta e força para seguir em frente.

“Eu chorei muito e dobrei os meus joelhos. Disse: ‘Deus, eu nasci para te servir e sei disso, mas se o Senhor quiser que eu seja uma pessoa comum, não vou gravar mais e exercer o Ministério. Vou continuar te louvando, mas da minha casa ou do banco da igreja. Se essa for a sua vontade, faça com que esses dois pastores me liguem e desmarquem essas duas agendas’. Queria esse sinal. De repente comecei a sentir uma paz sobrenatural e escutei uma voz firme e mansa: ‘Não temas porque eu estou contigo’. Comecei a escrever no papel tudo o que Deus estava falando comigo. Naquela mesma semana, comecei a receber ligações e aquele ano foi o da agenda mais cheia. Foi uma resposta de Deus para a minha vida. Eu já pensei em desistir, mas Deus não me deixou parar.”