Cidadeverde.com

JOÃO CLÁUDIO MORENO

Fotos: Cícero Cardoso

 
Ele é o nosso maior humorista. Nascido em Piripiri, em 06 de maio de 1967, João Cláudio (que tornou-se João Cláudio Moreno depois de passar um vexame ao ser confundido com o também humorista João Cleber em entrevista em rádio no Rio de Janeiro) é uma pessoa carismática, verdadeira e que já conquistou o coração de todo o Piauí e tem fãs espalhados por todo o Brasil. Abaixo, você tem a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o humorista e vereador de Teresina.
 

Uma característica sua que você mais gosta?
A curiosidade. Sempre fui muito curioso, gosto de está sempre perguntando, aprendendo, pesquisando, entendendo. Acho isso muito bom.

Um defeito
Ih, são tantos! Dou muito valor a meus defeitos porque eles são muito humanos e sinceros. Mas vamos ficar com o principal: sou muito chato e egocêntrico demais. Queria ser mais calado e menos centro das atenções.
 
Seu bem mais precioso é...
Acho que minha filha, mas ela não é bem um bem, é um dom, uma graça que recebi e que não me pertence, né?
 
Um bem material...
Minha biblioteca. Não é tão grande, mas também não e tão pequena

Na pele de quem gostaria de passar um dia? Por quê?
Do papa. Para saber como é  o dia de um pontífice e os camarins do vaticano.

Sua idéia de felicidade...
Saber sofrer e entender porque se sofre

Se não fosse humorista, seria...
Padre, talvez

Um sonho de consumo
Um estúdio amplo pra treinar as vozes que imito e ensaiar bastante

Um filme que marcou a sua vida
?Cantando na Chuva?. Insuperável!

Um símbolo sexual
Richard Gere. Eu queria ser ele

Um país
Brasil

Uma cidade
Uma cidade? Podem ser váarias? Nossa, amor tantas: Piripiri, Teresina, Recife, Rio de Janeiro, Santiago do Chile, Belém...

Em quem você daria uma surra?
Acho que surraria o dono do carro que bota um som enorme, barulhento e possante e sai por ai obrigando as pessoas a ouvirem o que ele gosta, geralmente lixo. Tenho vontade de dar uma surra nessas pessoas.

Qual o lugar mais estranho em que já fez amor?
Nunca fiz amor em lugares estranhos não. Numa rede de punho quebrado talvez tenha sido minha montanha russa sexual.

Por que causa seria capaz de infringir a lei?
Pra ser e fazer alguém feliz, mas feliz mesmo.

Que música está na campainha do seu celular?
Por incrivel que pareça uma que não combina nada comigo, mas já estava quando arranjei o celular e nunca tirei. É "coração para que se apaixonou?, do  Dorgival Dantas

Seu livro de cabeceira? E cd?
Muda muito. Uma semana é um, outra é outro. Agora o cd é a coleção de Dominguinhos completa e o livro a bíblia sagrada. Há tudo na Bíblia. Repito: tudo!

Qual o maior vexame por que já passou?
Fui a uma entrevista na Rádio Globo e o apresentador não me conhecia e pensava que entrevistaria o João Cleber, outro humorista. A partir daí comecei a me chamar João Cláudio Moreno

Um momento marcante em sua vida?
Como sou falador, sempre quero destacar vários. Vamos dizer dois: minha primeira comunhão e o nascimento de minha filha Clara.

Se pudesse voltar no tempo, o que gostaria de ter feito?
Não teria tido tanto medo de fazer e sentir as coisas e acreditaria mais em mim.

O que espera do futuro?
Tenho medo do futuro. Não vejo boas perspectivas não. Nem pro planeta e nem pra humanidade.

Última compra...
Livros, no aeroporto. Inclusive comprei o livro ?Óbvio Ululante?, de Nelson Rodrigues. Ao chegar em casa constatei que que já o tinha. Pode uma cabeça dessas?

A palavra mais bonita da língua portuguesa?
Libélula e Ternura. São as mais, mais.
 
Se o Céu existe, o que gostaria de ouvir de Deus ao chegar lá?
Gostaria de ouvir Deus dizendo assim: "Entra meu filho, que eu tava te esperando?.
 

'Se não fosse humorista, acho que seria padre', diz João Cláudio Moreno