Cidadeverde.com

Obras de irrigação do Projeto Marrecas atingem 80% de conclusão em São João do Piauí

 

O prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos Modesto, participou de reunião com o governador Wellington Dias para tratar sobre a avaliação e planejamento para conclusão das obras do Projeto Marrecas/Jenipapo, desenvolvido no município.

Cerca de 80% das obras já foram executadas e incluem a instalação das infraestruturas hídricas como canais, drenagem, estradas, rede de energia, reservatórios, unidades de bombeamento, limpeza da área e demarcação dos lotes. Ao todo, serão distribuídos aos produtores familiares mil hectares irrigados para fruticultura. Cada agricultor recebe, em média, cinco hectares.

O governador Wellington Dias afirmou, durante o encontro, que o Estado se coloca à disposição para preparar a população para o trabalho no campo. “A participação do Estado no projeto será, principalmente, no apoio à qualificação. A ideia é abrir, com o Instituto Federal, qualificação específica para o empreendedor e nas áreas que envolvem a produção agrícola”, explica.

Para o prefeito Gil Carlos, a obra trará importantes benefícios aos pequenos produtores da região. “Os novos mecanismos de irrigação e armazenamento proporcionam aos produtores maior estrutura para produção dos alimentos, aumentando a produção e melhorando a vida no campo”, explica. 

O prefeito de São João do Piauí aproveitou para articular, também, a retomada das obras da Barragem do Peixe. Ele afirmou que ainda faltam recursos para conclusão da obra que é importante para o plantio na região. 

Na ocasião, Wellington Dias solicitou, ainda, cronograma para a conclusão, com informações sobre as famílias assentadas, aos representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que se comprometeram a entregar o documento até o final do mês de janeiro do ano que vem.

Também estiveram presentes na reunião os representantes da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), órgão responsável pela execução da obra, além de representantes do Assentamento Marrecas.

Da editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com