Cidadeverde.com

Coluna 21/01/23

Menu

Foi esse o cardápio do almoço do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, com a bancada do Piauí última sexta-feira, 20, em Brasília: salada, frango crocante e, segundo uma fonte presente, “um suflê de não sei o quê (mas estava bom)”. Naturalmente também tinha arroz e feijão. Ah, e muita palavra empenhada.

Foto: Arquivo Pessoal


Eu mesmo não

Enquanto o senador Ciro Nogueira segue firme e forte ao lado do ex-presidente Jair Bolsonaro, o deputado federal eleito Átila Filho (Progressistas) deve aderir à base governista no Palácio do Planalto em uma questão de (pouco) tempo. Átila respondeu à coluna que a direção do partido deixou os parlamentares à vontade para se posicionar a respeito das pautas governistas que tramitarão na Câmara dos Deputados. A princípio, o deputado Júlio Arcoverde deve ser o único oposicionista da bancada federal do Piauí.


Antecipação

O ministro Wellington Dias precisou intervir na bancada federal para resolver o impasse entre o senador Marcelo Castro (MDB) e o deputado federal Flávio Nogueira (PT) para a escolha do novo coordenador da bancada federal. Dias ligou para Marcelo e pediu que o colega reconsiderasse a prerrogativa de ser o coordenador no primeiro ano do biênio, cedendo o espaço para Flávio. Castro aceitou a sugestão.


Pano de funo

Sincero, o deputado Júlio César (PSD) disse à coluna que achava o nome de Marcelo Castro “o melhor” para esse primeiro ano do biênio. O contexto, tanto do comentário de Júlio, como da posição de Marcelo Castro, tem nome, ou melhor, número: 2026: lá, três nomes já se colocam para disputar o Senado, avaliam observadores da política piauiense. São eles: Marcelo, Júlio César e Flávio Nogueira. Ora, ora...


Racionais, pero no mucho

Não custa lembrar: partidos são coalizões de homens (ou mulheres, que são minorias no Brasil) que buscam controlar o aparato do Estado através de meios legais. As medidas tomadas pelos partidos, são frutos de lutas internas de poder e não de decisões meramente racionais. Quem realmente toma decisão é quem ocupa cargos.  E todo comportamento racional é dirigido para fins egoístas. Os políticos formulam políticas públicas para ganhar eleição. Eles não ganham eleição para formular políticas públicas. Palavras de Anthony Downs, economista estadunidense. 


Nada mais que a verdade

Os cardiologistas piauienses devem estar consultando muitos políticos no momento, pois os mesmos estão diuturnamente lendo os Diários Oficiais da Assembleia Legislativa e do Executivo estadual, a procura de nomeações! Zé de Castro, pai do senador Marcelo Marcelo, dizia que a verdade dos políticos estava nos DO’s, assim como a verdade dos cristãos estava na Bíblia.


Fenelon reforça

Atuando como uma espécie de conselheiro do prefeito Dr.Pessoa, o ex-secretário estadual de Comunicação e professor universitário, Fenelon Rocha, tem se reunido pessoalmente e orientado secretários a respeito da melhor postura para a divulgação das ações de cada pasta. É um reforço na área. Lucas Pereira segue como secretário de Comunicação.

Foto: Reprodução/ redes sociais 


A foto do dia

Eleições à parte, toca-se o diálogo. E assim mostra o registro do vice-governador, Themístocles Sampaio (MDB), com o deputado federal eleito Júlio Arcoverde (Progressistas) essa semana em Teresina. Themístocles tem encampado uma agenda intensa de encontros políticos no gabinete da vice-governadoria. Construindo a nova posição política fora da Assembleia e, especialmente, sedimentando passos para a disputa municipal de 24, em que o MDB espera ser um dos protagonistas.

Foto: Divulgação


A frase para pensar:

"Fale bem dos amigos todos os dias; fale mal dos inimigos pelo menos duas vezes ao dia", Antônio Carlos Magalhães (1927-2007), ex-goverandor da Bahia.