Cidadeverde.com

Governo descarta adiar reforma da previdência

O requerimento do deputado Gustavo Neiva (PSD), apoiado pela bancada de oposição, propondo ao governo adiamento por 90 dias na implantação das novas regras da previdência estadual não será acatado. "A reforma da previdência não poderá sofrer alteração agora, pois o déficit financeiro é muito grande", informa Ricardo Pontes, coordenador do setor previdenciário no governo de estado.  Segundo a área financeira do governo, as receitas estão caindo e ameaça até o pagamento da folha de pessoal. Até o momento é descartada no Palácio de Karnak qualquer mudança na implantação das novas regras da previdência estadual.