Cidadeverde.com

Covid-19: protesto na construção civil

Após 70 dias de atividades suspensas, a construção civil cobra plano para retomada dos trabalhos. O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon Teresina), Francisco Reinaldo, destaca que 15% do corpo efetivo já foi demitido e que a paralisação prolongada do setor, mesmo depois do envio de protocolos de segurança à prefeitura, tem sufocado a economia do Estado.  "A Construção representa 57% do Produto Interno Bruto (PIB) Industrial do Piauí. Hoje, temos 100%  do setor paralisado, o que significa um universo de mais de 20 mil trabalhadores inativos. A princípio, 15% do nosso pessoal já foi demitido e, infelizmente, acreditamos que na próxima semana já haverá uma quantidade bem maior de demissões", revela o presidente.