Cidadeverde.com

Mesmo defendendo o distritão, Marina Santos segue no Solidariedade

A deputada federal defende mudanças nas regras eleitorais para 2022. Considera o voto distrital, no estilo majoritário,também chamado "distritão",  o ideal para a eleição parlamentar. O Solidariedade endossa a tese do voto proporcional, como é atualmente. Marina Santos tem recebido convites para trocar de sigla, mas afirma que segue no Solidariedade e planeja candidatura à reeleição no próximo ano. "Minha intenção é permanecer no Solidariedade. Convites recebemos sempre, mas por enquanto fico no partido", afirma Marina Santos.