Cidadeverde.com

Ministério Público atesta que eleição na Câmara de Teresina foi legal

Provocado em ação judicial protocolada pelo PSL, que questiona a eleição antecipada da mesa diretora da Câmara Municipal de Teresina realizada em 2016, o Ministério Público do Estado não encontrou nenhuma irregularidade no pleito que reelegeu o presidente Jeová Alencar (PSDB). Como o parecer, a direção do parlamento da capital referente a mandato  2019-2020 ganha importante respaldo jurídico.