Cidadeverde.com

Proposta do MDB é rejeitada e partido faz reunião de emergência nesta quarta

Fotos: Yala Sena

Um pontapé foi dado na noite desta terça-feira (17) para fechar a chapa encabeçada pelo governador Wellington Dias (PT) para as eleições deste ano.

Em reunião a portas fechadas no Palácio de Karnak, o governador recebeu os deputados do MDB e comunicou que a proposta do partido não seria aceita integralmente. Em contrapartida, haverá o chapão (aliança proporcional com todos os partidos) para eleger o maior número de deputados da base governista. 

O Cidadeverde.com apurou que a proposta do governador é de colocar Regina Sousa na vaga de vice e o MDB indicar a segunda vaga ao Senado.

Participaram da reunião, o presidente do MDB no Piauí, Marcelo Castro, o presidente da Assembleia , Themístocles Filho, e os parlamentares João Madison, Ismar Marques, Pablo Santos, Mauro Tapety, Liziê Coelho, e Severo Eulálio.

Themístocles Filho deixou a reunião sem falar com a imprensa. Apenas Marcelo Castro conversou com jornalistas. Ele fez mistério sobre a reunião, mas prometeu anunciar nesta quarta-feira (18) a decisão sobre o que foi proposto na reunião com o governador.

"Vamos analisar o quadro. Eu não quero antecipar antes da gente reunir e o MDB assumir uma posição que possa anunciar para a sociedade", disse Marcelo Castro.

Segundo ele, o MDB tinha dois pleitos junto ao governador: o chapão para a coligação proporcional e a vaga de vice.


 

Governador sai do Karnak sem revelar posição

Wellington Dias deixou o Palácio de Karnak e falou pouco da reunião. De dentro do carro, ele baixou o vidro e disse que a reunião tinha sido proveitosa. 

"A reunião foi muito positiva. É um dialogo que vamos fazer com todo carinho e nosso desejo é de entendimento". O governador disse que não iria antecipar o motivo da reunião por que o assunto ainda estava sendo "tratado internamente". 

Flash Elivaldo Barbosa e Yala Sena
redacao@cidadeverde.com