Cidadeverde.com

Igreja de Santo Antonio comemora 300 anos

Instalada no dia 12 de novembro de 1712, conforme relatam alguns historiadores, a Igreja de Santo Antonio de Campo Maior comemorou nesta segunda-feira, 12, o seu terceiro centenário.

               Fotos: Portaldodestak
João Alves fez um relato da história

O aniversário foi comemorado com a celebração de uma missa pelo Bispo Diocesano Dom Eduardo Zielsk e com participação de vários padres da diocese, contando também o apoio de academias de letras como Acale, Altec, Apl e outras que se fizeram presentes prestigiando o evento que abriu também as comemorações dos 300 anos de instalação da Freguesia de Santo Antonio do Surubim, ocorrido no ano de 1715.

Dom Eduardo, ao centro, celebrou a missa de 300 anos

A solenidade foi iniciada com um rápido relato sobre a história da Igreja de Santo Antonio proferido pelo escritor João Alves Filho que falou desde a instalação da fazenda Bitorocara, que deu origem à cidade de Campo Maior, até os dias de hoje.

Altec (Academia de Letras do Território dos Carnaubais)

De acordo com alguns historiadores, a primeira missa rezada em terras campomaiorenses foi celebrada pelo padre Tomé de Carvalho no dia 12 de novembro de 1712 quando foi instalada a igreja e escolhido Santo Antonio de Pádua para padroeiro do lugar. Três anos após foi instalada a Freguesia de Santo Antonio do Surubim atual cidade de Campo Maior.


A antiga igreja foi demolida no ano de 1944 sob o domínio do Padre Mateus Cortez Rufino. Após a demolição da antiga capela os eventos religioso ficaram sendo realizados na Igreja de Nossa Senhora do Rosário até que a Igreja ficasse pronta. O que aconteceu no ano de 1962 quando se deu a benção da atual Igreja, hoje Catedral de Santo Antonio.


Com informações Portaldodestak
cidades@cidadeverde.com