Cidadeverde.com
Economia

Correios realiza seleção pública para contratar sete mil temporários

Imprimir

Os Correios iniciaram um processo para contratar a empresa que fornecerá mão de obra temporária à estatal. Segundo o chefe do departamento de relacionamento institucional dos Correios, Mário Renato Borges da Silva, a empresa vencedora será responsável por contratar 7.000 temporários, ainda neste ano, para trabalho na coleta de encomendas e no atendimento em guichês.





Para o presidente da comissão de direito político e eleitoral da OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil), Luiz Silvio Moreira Salata, essa medida "trata-se de uma manobra para burlar a legislação eleitoral". Desde o último dia 3 de julho, por conta da lei eleitoral, é proibido nomear ou contratar servidores até a posse dos eleitos, em janeiro.


Para o diretor da estatal, as admissões temporárias são legais e fazem parte de um plano de contingência para evitar que falte mão de obra neste ano. O contrato das agências franqueadas vencerá no próximo dia 10 de novembro. Algumas ameaçam não renovar com os Correios.


Fonte: Agora

Imprimir