Geral

Empresário é preso acusado de fazer "gato" no Polo Industrial

Imprimir
Um empresário foi preso no final da tarde desta sexta-feira (17) no Polo Industrial na zona Sul de Teresina. Ele é acusado de fazer ligação clandestina na rede de alta tensão. 

Foto: Yala Sena

Chefe da operação, Domingos Veloso

De acordo com a polícia o homem foi identificado como Antônio Marcos Grassi  do Espírito Santo e é proprietário de uma fábrica de caixas d'água. A empresa fica na via 2, quadra K e abrangia os lotes 14, 15, 16, 17 e 18 do Polo Industrial Sul. 

O responsável pela operação, Domingos dos Santos Veloso, disse que Antônio foi identificado através de denúncia e foi constatado o desvio.

"A carga energética que ele utilizava, equivale ao consumo de um hospital de grande porte. A gambiarra usava 5 postes e um transformador.", afirmou Domingos.

Segundo o chefe da operação, a inspeção foi feita na presença do perito da Secretaria de Segurança Pública, Laurentino de Souza e de mais três peritos da Eletrobrás.

Domingos ainda acrescenta "lá é uma fábrica de caixas d'água e a instalação é clandestina, não tinha nem medidor. Para uma fábrica se instalar seria necessário um plano de energia, e que ele fosse autorizado pela Eletrobrás. O empresário informou que a empresa funcionava há 4 meses, mas acreditamos que já funciona há mais tempo".

Para a polícia o "gato" seria um dos maiores desvios de energia detectados em 2012 e estaria prejudicando os demais consumidores da região.

O empresário se encontra prestando depoimento na Central de Flagrantes, onde será autuado por furto de energia.


Yala Sena (flash)
Fábio Lima (da Redação)
redacao@cidadeverde.com
Imprimir