Cidadeverde.com
Últimas

Eliza: Carta de primo compromete goleiro

Imprimir
Assassinado na última quarta-feira, Sérgio Rosa Sales, primo do ex-goleiro Bruno, escreveu uma quarta na qual reforçava a versão dada à polícia de que o ex-jogador de futebol estava envolvido na morte de Eliza Samúdio. Ele ainda afirmava que sofreu ameaças de advogados para mudar seu depoimento - o que acabou por fazer. O texto foi escrito quatro dias após a reconstituição do crime gravada em 10 de julho de 2010.

Sérgio Rosa Salles, que chegou a ser preso por participação no sumiço de Eliza Samudio, foi morto na manhã desta quarta (Foto: Luiz Costa/Hoje em Dia/Futura Press)

A namorada de Sérgio diz ao programa que ele chorava por causa da morte de Eliza. "Ele tinha um fardo para carregar. Quando a gente saía, assim, as pessoas olhavam muito para ele, sabe? Criticavam ele muito", diz. O delegado que investiga o caso, Wagner Pinto, diz que o primo de Bruno nunca pediu proteção. Sérgio aguardava julgamento em liberdade quando foi morto a tiros.

Fonte: Terra
Imprimir