Cidadeverde.com
Viver Bem

Mel é bom para o cérebro e reforça o sistema imunológico

Imprimir

O mel é considerado um alimento bastante nutritivo e saudável. É consumido em grandes quantidades em todo o mundo, não somente por seu valor medicinal, mas também por seu sabor, o qual o converte em um ingrediente único e especial. Antes de consumir o mel você deve se certificar do seu tipo e sua procedência.


É BOM PARA A MEMÓRIA
Uma das principais funções do mel é a contribuição na absorção e fixação do cálcio no corpo. Ele desempenha um papel fundamental frente à função cerebral, sendo esta dependente da presença deste elemento químico (cálcio) no organismo. Quando se consome mel regularmente, os neurônios atuam de forma apropriada frente à utilização deste elemento, de forma a melhorar a função cerebral. Por outro lado, outro beneficio de seu consumo com respeito ao principal órgão do sistema nervoso central é o de melhorar a memória a curto e longo prazo.


CURA SINTOMAS DA TOSSE
Dentro das propriedades do mel destacam-se as características antibióticas e antissépticas. Estas geralmente são muito efetivas para aliviar as bactérias causadoras dos sintomas associados à tosse. Seu consumo também contribui para o tratamento de dores de garganta e do mal-estar geral causado pela gripe. A maneira de consumir este alimento para obter benefícios com este fim pode variar. Contudo, uma colher pode combater todos esses males e favorecer a expectoração.


FORTALECE O SISTEMA IMUNOLÓGICO
Como mencionamos anteriormente, este delicioso alimento tem propriedades antissépticas e antibióticas e, além do mais, também conta com fitonutrientes e é antibacteriano. Estes componentes fazem do mel uma grande alternativa para fortalecer o sistema imunológico. Ele não somente se encarrega de eliminar micro-organismos de diversas áreas, mas também evita sua aglomeração nas fossas nasais e poros, que são as principais entradas das bactérias.


Fonte: Melhor com Saúde

Imprimir