Cidadeverde.com
Últimas

Balão com equipamentos do Google cai no interior do Piauí e assusta moradores

Imprimir
  • a17cd804-baa6-4b37-af14-d576a23a9e81_(1).jpg Ronaldo Mota e Cidadeverde.com
  • d8020253-64bd-429d-93ef-7457ac472040_(1).jpg Ronaldo Mota e Cidadeverde.com
  • 5c5628c7-4343-4e16-9d39-ea336c6db470.jpg Ronaldo Mota e Cidadeverde.com
  • a50ccd02-2ff4-40f3-8ca2-bde52775dc4d.jpg Ronaldo Mota e Cidadeverde.com
  • b1c0b4f0-453f-4b6b-b72d-6113d2fba04c.jpg Ronaldo Mota e Cidadeverde.com
  • dd47c5f91a6ee9b51f4aaa2c7f69130cfc29e4a0.jpg Ronaldo Mota e Cidadeverde.com

Um balão com vasto equipamento para transmissão de internet do Google caiu no interior do Piauí. O balão possui cerca de 15 m de diâmetro e caiu na madrugada desta sexta-feira na comunidade Santana, zona Rural do município de Buriti dos Montes, a 250 km de Teresina. Este é apenas um dos milhares que compõem o Project Loon, lançado pelo Google em 2013 que promete levar internet a áreas remotas, pobres ou afetadas por desastres naturais, por meio de balões gigantes de hélio com equipamentos que transmitem sinais wi-fi.

No balão haviam antenas de rádio, computadores de voo, sistema de controle de altitude e painéis solares, responsáveis pela energia do sistema. Os balões são hermeticamente fechados e voam na estratosfera a 20 quilômetros do solo e podem ficar no ar por até 100 dias.

Moradores da comunidade que viram o balão pousando lentamente durante a madrugada e chegaram a relatar que os moradores se assustaram por não saber do que se tratava a estrutura.

Google no Piauí

O primeiro balão do projeto Loon no Brasil em junho de 2014 no Clube de Aeromodelismo de Teresina. Segundo a Google, há cerca de 4,5 bilhões de pessoas sem internet no mundo e o projeto Loon pretende atingi-las, sobretudo em locais isolados e remotos. A gigante da internet busca formar parcerias e aqui no Piauí esta fase de testes está sendo realizada com uma empresa de telefonia. Ainda não há definição de quando e como este serviço será disponibilizado à população.

O Piauí foi escolhido para este lançamento porque na região Nordeste, apenas 27% dos domicílios tinham acesso a internet sendo a pior do país. 

O projeto Loon foi batizado com este nome em homenagem a uma espécie de ave aquática.

Raydo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Imprimir