Cidadeverde.com

Polícia cumpre mandado na casa de suspeito de agredir jornalista

Foto: Divulgação/Polícia Civil 

Equipes da delegacia de Polícia Civil de Altos cumpriram na manhã desta sexta-feira (28) um mandado de busca e apreensão na residência de João Paulo dos Anjos Abreu, o Joãozinho, suspeito de agredir uma jornalista durante a partida entre Altos x Fluminense, pelo campeonato piauiense de futebol. 

Durante a ação, foram apreendidos dois aparelhos de celular, que devem passar por perícia para coletar informações que possam ajudar nas investigações do caso, que são conduzidas pelo 14º Distrito Policial, em Altos. 

O mandado de busca e apreensão foi autorizado pelo juiz Ulysses Gonçalves da Silva Neto, da Vara Única da Comarca de Altos.

A ação contou com apoio da Força Tática da Polícia Militar. 

Relembre o caso 

A partida entre Altos x Fluminense, realizada no estádio Felipe Raulino,  terminou em uma briga generalizada no  e na agressão física a jornalista Emanuele Madeira, do Globoesporte.com, que teve seu celular tomado por um homem que vestia o uniforme do jacaré, que exigia que ela parasse de filmar e também apagasse as imagens que havia feito no aparelho celular. 

A jornalista filmava e fotografava a briga que começou após bate boca entre o técnico do Fluminense, Wallace Lemos e o presidente do Altos, Warton Lacerda. 

No decorrer da situação, não satisfeito com as ameaças verbais, ele toma o celular das mãos da repórter e quando Emanuele tenta recuperar o aparelho ele a segura e chega a colocar a mão no seu pescoço como forma de impedi-la. Após sair do estádio municipal Felipe Raulino, a repórter e toda a equipe foram até a delegacia da cidade fazer um boletim de ocorrência. 

Após o episódio, a Federação de Futebol do Piauí anunciou  uma resolução suspendendo permanentemente a entrada de João Paulo dos Anjos Abreu nas praças esportivas em dias de quaisquer jogos promovidos pela entidade.

Foto: reprodução Tv Clube

 

Natanael Souza
[email protected]