Cidadeverde.com

Novidades sobre Alergia ao Amendoim

O amendoim é uma planta bastante presente na alimentação humana. Originária da América do Sul, muito provavelmente da região da Bacia do Rio Paraná e dos chacos paraguaios e da Argentina, o amendoim (Arachis hipogeae) é uma planta da família das Fabáceas, prima próxima de outras tantas plantas leguminosas como o feijão, a soja e muitas outras espécies menos populares na alimentação, tendo sua semente apreciada como alimento.

O amendoim é uma planta curiosa porque seu fruto, que é um legume, só se desenvolve se estiver enterrado no solo, chamando-se de hipógeo, ou seja, que cresce embaixo (hipo) da terra (geo). Na culinária faz parte de diferentes pratos, sendo apreciado cru, cozido, torrado ou misturado com outras iguarias principalmente como sobremesas.

Essa semente, tão apreciada entre os chamados snacks (lanche, em inglês), esconde a característica de ser desencadeadora de alergias relativamente comuns e violentas. De acordo com estudos, uma em cada 200 crianças desenvolvem algum tipo de alergia ao amendoim.

Os processos alérgicos provocados pelo amendoim vão desde pruridos (coceiras) intensas até vermelhidão da pele e inchaço (edemas) nos olhos, boca, língua, garganta, provocando crises asmáticas, conjuntivite e outros sintomas indesejados.

A novidade é que um dos comitês de assessoramento da FDA (Food and Drug Administration), agência que controla alimentos e drogas para uso humano nos Estados Unidos acabou de aprovar um tratamento para alérgicos ao amendoim. O tratamento lida com uma imunoterapia que trabalha com a administração de doses progressivas de amendoim aos pacientes, para treinar seu organismo a tolerar os alérgenos e reduzir os efeitos produzidos pela alergia aos produtos que contenham amendoim na composição. O tratamento foi desenvolvido pela Aimmune Therapeutics, uma empresa da Califórnia.

Embora a aprovação pelo comitê não indique uma aprovação da FDA, alguns alergistas norte-americanos adotem o tratamento, dada a alta incidência de pacientes alérgicos ao amendoim nos EUA, computados em aproximadamente 6 milhões de pessoas.

Que as novidades não demorem. Os estados alérgicos por vezes pegam os pacientes e médicos de surpresa.