Cidadeverde.com

Emirados Árabes mandarão missão para Marte

Hoje, 15 de julho, os Emirados Árabes Unidos, uma pequena nação situada no Golfo Pérsico entrou para uma elite formada por potências mundiais como EUA, Rússia, consórcio de países europeus e  Índia e mandou uma missão espacial para o Planeta Marte, segundo matéria da Revista Science publicada dia 10 de julho.

Trata-se da Emirates Mars Mission (EMM, Missão Marte dos Emirados, em tradução livre), usando o satélite Hope que ficará na órbita de Marte e chegará lá lançado por um foguete japonês, com chegada prevista para fevereiro de 2021. A ideia é colocar o satélite em posição melhor do que os atuais seis satélites que se situam em órbitas polares em relação ao planeta vermelho.

O satélite será composto basicamente de uma câmera e um espectrofotômetro infravermelho que coletarão informações sobre a atmosfera marciana com dados como poeira, ozônio e umidade na atmosfera inferior e um espectrofotômetro ultravioleta que captará dados como oxigênio, hidrogênio e monóxido de carbono na atmosfera superior.

A missão já é vista como uma grande revolução educacional na pesquisa do país. Depois do lançamento do projeto o número de estudantes nas áreas de Física e Astronomia mais do que dobrou, ocupando cinco novos programas de graduação e um programa de pós-graduação em física no país.

O programa espacial do país deu início em 2014 a partir da parceria com EUA. A missão já é aguardada com ansiedade por pesquisadores que investigam as condições atmosféricas e ambientais do Planeta Marte.

Às vezes não adianta somente investir recursos em pesquisa. É preciso ter audácia de querer mudar as coisas a partir da base. Isto é muito bom para os jovens estudantes dos Emirados Árabes Unidos.

Boa semana para todos (as).