Cidadeverde.com

Quem é o pai da Ciência?

Desde que comecei a escrever para o Ciência Viva procuro compatibilizar os textos aos períodos do ano. Assim dia das mães ou dos pais procuro temas compatíveis com o período. Ainda que, ceticamente incorpore estas datas como de cunho comercial, como escrevo para pessoas que se interessam por ciência devo, em respeito aos leitores entrar no clima de festa e homenagear aqueles que, para mim, merecem homenagens todos os dias.

Em homenagem ao Dia dos Pais, comemorado no segundo domingo de agosto, vamos falar hoje sobre o Pai da Ciência. Mas quem é o pai da Ciência? Lendo um pouco sobre história da Ciência entendemos que nomes da Grécia Antiga como Pitágoras ou Anaximandro, os precursores de explicações dentro de uma lógica que podemos considerar como um pré-método científico poderiam receber tranquilamente este título. Ao ler uma matéria da Ciência Hoje para as Crianças publicada em 2011 passei a concordar. O Pai da Ciência, sem qualquer dúvida foi Galileu Galilei.

Galileu Galilei. Fonte: https://saber-curiosidades.blogspot.com/2020/07/16-curiosidades-sobre-vida-e-o-legado.html

Galileu Galilei foi um físico e matemático nascido em Pisa e falecido em Florença, Itália, que viveu entre 1564 e 1642. Foi o responsável pela invenção de vários instrumentos dentre eles o compasso de Galileu e a Balança Hidrostática. Aperfeiçoou o Telescópio, uma invenção holandesa que lhe permitiu observações criteriosas do universo e descobertas como as crateras da Lua, quatro das 12 luas de Júpiter, os anéis de Saturno e a natureza fluida do Sol. Galileu foi o responsável pela Lei científica sobre a queda dos corpos e pela confirmação do Heliocentrismo (a ideia de que os planetas giravam em torno do Sol). Apoiar o descobrimento do astrônomo polonês Nicolau Copérnico de que os planetas giravam em torno do Sol, contrariando a ideia corrente de Aristóteles e Ptolomeu de que tudo girava em torno da Terra (Geocentrismo) chegou a lhe valer uma condenação pelo tribunal do Santo Ofício da Igreja Católica, na época comandada pelo Papa Urbano VIII. Felizmente Galileu chegou a sofrer sanções consideradas leves, como uma espécie de prisão domiciliar, mas seus livros foram listados no Index, uma espécie de lista proibida de obras da Igreja Católica.

Nesta época os livros foram publicados na Holanda, onde o Protestantismo já era vigoroso, e lá Galileu fez experimentos com o telescópio. Sua história dedicada a Ciência, junto aos riscos que correu por contrariar censores ignorantes que condenaram sua obra, o tornaram um verdadeiro exemplo para ciência. O Papa João Paulo II, no ano 2000, fez um pedido formal de desculpas a todos aqueles que haviam sido considerados hereges pela Igreja Católica, o que incluiu o ilustre cientista italiano, Galileu Galilei.

Assim, me referenciando em Galileu Galilei, o pai da Ciência (e de mais três filhos Virgínia, Lívia e Vincenzo), desejo a todos os que leem o Ciência Viva, um feliz dia dos Pais!

Boa semana para todos (as)!

 

P.S.: Um abraço especial ao Professor Francisco Soares Santos, a quem devo a honra de ter como meu pai.