Cidadeverde.com

O Papel da Ciência

Nos últimos meses vimos constatando o quanto é importante o papel desempenhado pela Ciência e seus protagonistas, os cientistas. O tema tem chegado à maioria especialmente pela dependência que passamos a ter deste segmento da vida profissional que tem mostrado até para os mais alheios e desavisados que a ciência tem sido um divisor de águas depois que o SARS-CoV2 iniciou sua trajetória de contaminação em massa nas populações de países ricos e pobres.

O salto principal veio com o desenvolvimento em tempo recorde de imunizantes - as famosas vacinas, todas com bom grau de proteção aos usuários, produzidas por diferentes métodos e potencial de reduzir drasticamente os efeitos desta que já é a maior de todas as calamidades em saúde pública de proporções globais. Até métodos de desenvolvimento inovadores foram utilizados como a vacina de RNA da Pfizer, um método completamente novo e que tem demonstrado uma eficácia elevada na imunização dos pacientes.

O maior problema que consigo ver, em relação ao papel da ciência, tem sido as posições negacionistas adotadas em alguns países, dentre eles o nosso, e com o aval de autoridades importantes que deveriam, do alto da sua importante liderança, mas da sua incapacidade de entender determinadas coisas, permanecer pelo menos calados. O desejável seria que tivéssemos governantes com o grau de conhecimento de uma Ângela Merkel, doutora em Química Quântica pela Universidade de Leipzig e ocupando pela quarta vez a posição de Chanceler de um dos países mais desenvolvidos do Planeta que é a Alemanha. O que estou questionando não seria a formação do Governante, mas a sua capacidade de ouvir pessoas com algum conhecimento de mundo.

Assiste-se a todo momento um teatro de estupidez. O Governo Federal, depois de patrocinar a compra acintosa de medicamentos sem qualquer efeito contra a doença; depois, ao custo de muitas pressões, iniciar tratativas para compra de vacinas, atrasando o processo de vacinação em todo o país, agora encomenda ao Ministério da Saúde a possibilidade de suspensão de um dos poucos itens que se mostrou funcional contra a disseminação do vírus que é a máscara. Não há como compreender o limite de tanta insensatez.

A ciência tem se mostrado mais do que necessária para nos posicionar em relação a essa e a outras mazelas que virão no futuro. Enquanto não conscientizarmos que precisamos proteger o meio ambiente, não vamos ter garantias de que outras situações como essa ainda poderão ser vividas dentro desta geração em que estamos.

Precisamos discernimento para fazer nossas escolhas. Escolhas erradas podem ajudar na promoção do caos. Temos exemplos cruéis dessa realidade.

Boa semana para todos (as).