Cidadeverde.com

2021: notícias (não-COVID) que deixaram o mundo da Ciência de cabelo em pé – Parte 2

O ano de 2021 foi um ano de muitos desafios para todos, especialmente por causa das idas e vindas da pandemia que, a cada mutação do vírus, deixa o mundo em polvorosa. Selecionamos aqui algumas notícias de descoberta científicas que foram destaque na edição desta semana da revista Science. Descubra algumas coisas curiosas que foram notícia em uma das revistas científicas mais importantes do Planeta (e que não tem um pezinho lá na ficção!!!).

Avanço do curral: pesquisadores com sucesso treinam vacas

Cientistas na Alemanha conseguiram o que muitos biólogos (e fazendeiros) pensaram ser impossível: eles treinaram vacas para ir ao banheiro. O avanço não apenas dá aos nossos amigos bovinos mais crédito cognitivo – pode ajudar a reduzir seriamente os produtos químicos tóxicos e os gases do efeito estufa produzidos pelos dejetos dos animais da fazenda.

Diamantes gigantes podem ser a chave para terremotos superprofundos

Vamos fundo novamente, desta vez 300 quilômetros abaixo da superfície da Terra. Terremotos não deveriam ocorrer aqui, mas costumam ocorrer – um fenômeno que confunde os sismólogos há décadas. Algo parece estar liberando água nessas profundezas, enfraquecendo as rochas próximas. A resposta, de acordo com este estudo, são diamantes gigantes, do tamanho de um punho.

‘Alucinante’: mapas de DNA do urso pardo para famílias de línguas indígenas

Ursos e humanos indígenas da costa da Colúmbia Britânica têm mais em comum do que aparenta. Os ursos-pardos nesta região formam três grupos genéticos distintos que se alinham intimamente com as três famílias de línguas indígenas da região, talvez porque os ursos se agruparam nas mesmas regiões favorecidas pelos humanos. Um especialista chama a descoberta de uma observação “realmente chocante”, que pode revelar que o destino dos humanos e da vida selvagem é ainda mais interligado do que pensávamos.

Buracos negros cercados por estruturas massivas de coleta de energia podem alimentar civilizações alienígenas

Outra ideia distante, desta vez de uma galáxia muito, muito distante. Os pesquisadores mostraram que civilizações alienígenas altamente avançadas poderiam teoricamente construir megaestruturas chamadas esferas de Dyson ao redor dos buracos negros para aproveitar sua energia, que pode ser 100.000 vezes maior que a do nosso sol. Melhor ainda para nós, humanos, se essa tecnologia estiver funcionando, pode haver uma maneira de dentifica-la.

O cocô cúbico dos Wombats (Fonte: Science)

Como os wombats fazem cocô em cubos? Os cientistas chegam ao fundo do mistério

Apenas um animal na terra faz cocô de cubos: um marsupial australiano peludo conhecido como wombat de nariz descoberto. Mas como eles fazem isso? Os pesquisadores descobrem o mistério nesta história escatológica. Agora, eles só precisam descobrir por que os animais desenvolveram cocô cúbico em primeiro lugar, embora possa ser para evitar que role de poleiros altos.

(Com informações da Science).