Cidadeverde.com

As armadilhas do poder

Trabalhos acadêmicos em geral ficam com sua leitura restrita aos acadêmicos. Muito provavelmente pelo fato de não conterem temas fictícios que atrairiam pessoas comuns ou porque não há o vislumbre, por parte dos editores de que, mesmo sendo fruto de trabalhos acadêmicos, podem render aos leitores o prazer de conhecer um pouco sobre aquele tema, especialmente quando o tema diz muito da nossa história.

Sim, pesquisas em História podem render boas leituras. Ali, no texto acadêmico, pode conter tramas que seriam comuns na ficção, mas que podem perfeitamente ter acontecido na realidade e personagens históricos de verdade, em carne e osso como se diz, podem ter passado por situações que os fazem humanos e reais, e mesmo assim, constituem boas histórias, dependendo muito mais de quem as narra do que propriamente da história em si.

Quem é de Teresina sabe que temos uma grande avenida, em posição perimetral, que corta a cidade passando de norte a sul, meio enviesada e que separa muitos bairros chamada Av. Miguel Rosa. Mas será que os piauienses sabem quem foi Miguel Rosa?

Numa consulta rápida à Wikipedia poucas informações surgem. Diz assim: Miguel de Paiva Rosa, nasceu dia tal e faleceu dia tal. Político brasileiro que governou o Piauí de 1912-1916. Foi antecedido por Antonino Freire e sucedido por Eurípides de Aguiar e Fim. Pouco se sabe sobre este político que governou o Piauí em um dos períodos de crise econômica mais graves no Brasil e enfrentou uma das maiores secas que assolou o Nordeste Brasileiro em 1915, além de estarmos vivendo o período da Primeira Guerra Mundial. Mas este ano Miguel Rosa e o período em que governou o Piauí saíram, literalmente do anonimato. Com informações de origem acadêmica, chega nas melhores livrarias do país o título “As armadilhas do poder”, escrito pelo Prof. Adail Monteiro Brandão.

Capa do livro "As Armadilhas do Poder". Fonte: Editora Cancioneiro.

A obra nasceu a partir da pesquisa do trabalho de conclusão de curso da Licenciatura em História do Prof. Adail Brandão, um dos melhores professores de História com quem tive o prazer de trabalhar nas duas escolas que foram minhas bases de desenvolvimento do magistério: Instituto Dom Barreto e Colégio das Irmãs. A pesquisa do Adail, coordenada pela Professora Doutora Teresinha Queiroz, coroou o seu curso de História e agora chega ao grande público na forma de livro publicado pela Editora Cancioneiro. Numa linguagem fácil e direta, é possível compreender as conquistas para o Piauí da gestão tocada por Miguel Rosa, candidato eleito sob os auspícios do Governador Antonino Freire e depois toda a trama que o sufocou  sob o ponto de vista político.

“As armadilhas do poder” chega aos leitores em um formato primoroso, com muitas ilustrações da época. A obra teve a ajuda financeira de Arthur Rosa Cunha, sobrinho-trineto de Miguel Rosa, nosso (meu e de Adail) antigo aluno, nos tempos de IDB.

Vale a pena ler e adquirir a obra [para aquisição basta entrar em contato com a Editora Cancioneiro: [email protected]]

Boa semana para todos (as).