Cidadeverde.com

E o Nobel de Medicina e Fisiologia vai para...

O Instituto Karolisnka anunciou no dia 03 de outubro o agraciado com o Prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia em 2022. O escolhido foi o pesquisador sueco Svante Pääbo.

Svante Pääbo. Fonte: Instituto Max Planck.

Svante Pääbo é pesquisador radicado no Instituto Max Planck na Alemanha. Desde a década de 1990 se dedica em isolar e comparar o DNA de hominídeos. O primeiro grande desafio de Pääbo foi criar uma metodologia que permitisse estudar o DNA extraído de peças antigas, sem a possibilidade de contaminação com o DNA dos pesquisadores que manipulam o material.

Pääbo é médico e biólogo por formação, mas inicialmente dedicou sua carreira à Arqueologia. Sua pesquisa colheu frutos muito interessantes para história evolutiva do homem. É do seu grupo o desenvolvimento da Paleogenômica, o estudo dos genomas, ou conjunto de genes, de espécies já extintas. Na lista de contribuições importantes estão o Genoma do Homem de Neanderthal, um hominíneo que conviveu em paralelo à nossa espécie.

Outra grande descoberta foi a detecção do material genético de um fragmento ósseo encontrado em uma caverna na Sibéria. Apesar de ser somente um pedacinho de um dos dedos, graças à perícia da equipe de Pääbo, foi descoberto que se tratava de uma nova espécie de hominineo, que ficou conhecido como Homem de Denisova. O estudo permitiu identificar uma nova espécie (chamada de Homo longi), sem que, no entanto, tivesse qualquer informação morfológica, uma vez que a identidade foi revelada apenas molecularmente. Um estudo publicado na revista Cell em 2018, revelou que o Homem de Denisova andou contribuindo com os genomas de humanos da nossa espécie, com fortes evidências de genes em populações da Ásia e da Oceania.

Assim Svante Pääbo, pelo conjunto de sua portentosa obra, foi reconhecido como merecedor do Prêmio Nobel. Além das honrarias protocolares, embolsou cerca de R$ 4,8 milhões do fundo criado por Alfred Nobel. As contribuições para a Biologia Evolutiva do Homem foram de fato reconhecidas.

Até o próximo post...