Cidadeverde.com

Science publica série de artigos sobre Ciclo do Carbono

  • Science_CO2_3.jpg Science
  • Science_CO2_2.jpg Science
  • Science_CO2_1.jpg Science
  • Keeling_Carbon_Dioxide.jpg Science

O mais importante periódico da Sociedade Norteamericana para o Avanço da Ciência (AAAS, sigla em inglês) publicou na semana passada (13) cinco artigos resultados de pesquisas envolvendo as medições do Carbono na atmosfera da Terra.

No prólogo dos artigos, a edição celebra os 60 anos da Curva Keeling que, desde 1958, expõe medições da variação do dióxido de carbono (CO2) na atmosfera. Estas medições que eram bem complicadas na década de 1950 hoje contam com a tecnologia de satélites que estão em órbita com a finalidade de aferir estas variações, permitindo a ciência capturar informações sobre variações climáticas e impactos das atividades humanas sobre a saúde e a vida no nosso planeta.

O primeiro artigo (Contrasting carbon cycle responses of the tropical continents to the 2015–2016 El Niño) fala sobre as alterações atmosféricas consequentes do El Niño 2015-2016 em comparação com as emissões de carbono, partindo de um conjunto de medições que incluíram a taxa de produção fotossintética pelas plantas, com base na captação de dados dos satélites, comparando com dados do fenômeno climático La Niña de 2011.

O segundo artigo (The Orbiting Carbon Observatory-2 early science investigations of regional carbon dioxide fluxes) comenta sobre os primeiros resultados da missão Orbiting Carbon Observatory – 2, a OCO-2, a partir de dados de frações de CO2 captados da atmosfera combinados com a fluorescência emitida pelas plantas ao realizarem fotossíntese. O artigo traz o primeiro conjunto de dados e abre perspectivas para analisar padrões regionais de distribuição e sumidouros de CO2 na superfície da Terra.

Com o título de OCO-2 advances photosynthesis observation from space via solar-induced chlorophyll fluorescence, o terceiro artigo mostra-se complementar em relação ao segundo, usando dados da missão OCO-2, na tentativa de medir a Produção Primária Bruta da Terra e obter dados seguros sobre o ciclo do Carbono na Terra. O trabalho traz os resultados das medições da fluorescência emitida pela atividade fotossintética das plantas, resultado da sua interação com o sol na produção de alimentos e conversão de carbono.

Influence of El Niño on atmospheric CO2 over the tropical Pacific Ocean: Findings from NASA’s OCO-2 mission é o título do quarto artigo que tem divulga dados sobre os efeitos do El Niño sobre o gás carbônico atmosférico medido sobre a região tropical do Oceano Pacífico. Embora já se conheça a causa do El Niño como resultado do aquecimento das águas do Pacífico as observações do CO2 pela OCO-2, são usadas para caracterizar a resposta das concentrações atmosféricas tropicais de CO2 ao forte evento El Niño de 2015-2016. Com correlações já bem conhecidas entre a taxa de crescimento das concentrações de CO2 atmosférico e a Oscilação El Niño-Sul, a magnitude da correlação e o tempo das respostas do ciclo do carbono oceânico e terrestre continuam com informações insuficientes e bastante limitadas no espaço e no tempo.

O quinto e último artigo (Spaceborne detection of localized carbon dioxide sources) é um dos mais interessantes por comparar fontes de CO2 emitidas por fatores naturais (como atividade vulcânica, por exemplo) com fontes de natureza antropogênica (realizadas pelo homem). O artigo joga alguma luz sobre uma das mais polêmicas discussões da atualidade: se as causas maiores das mudanças na temperatura global são causadas pelo homem ou por fatores naturais. Embora o artigo traga apenas resultados preliminares de medições atmosféricas feitas sobre um grande aglomerado urbano (Los Angeles - EUA), já se preconizam variações metodológicas na pesquisa para apurar de modo mais minucioso estas fontes emissoras de CO2.

Vale a pena investir em tempo para saber mais sobre esta pesquisa que a Science traz no seu número publicado dia 13 de outubro de 2017 e que é o pano de fundo para uma das maiores discussões ambientais da atualidade que é a destruição da Terra por ação do homem.