Cidadeverde.com

Drástica extinção de insetos preocupa pesquisadores alemães

Na semana passada aconteceu em Teresina um seminário sobre perda de abelhas. Foram discutidas pesquisas desenvolvidas por vários segmentos preocupados com um fenômeno que parece ser mundial.

O desaparecimento é associado a fatores diversificados que vão desde o uso de agrotóxicos até as modificações no clima da Terra. Semana passada a Revista Science referiu-se a uma pesquisa publicada na Revista Plos One sobre o desaparecimento geral de insetos observado na Alemanha. De acordo com a pesquisa verificou-se que em apenas três décadas as populações de insetos encontrados em reservas naturais da Alemanha tenham reduzido na ordem de 75%.

Não existem ainda motivos claros para o desaparecimento, mas ele foi mais notório nas faixas oeste e norte da Alemanha nos entornos de cidades como Bonn e Colônia. Há 27 anos ocorre o monitoramente feito por pesquisadores da Sociedade Entomológica Krefeld, situada em Dusseldorf, que pesquisam insetos voadores em dezenas de reservas naturais do país. Os dados são assustadores, pois foi notado uma redução de 82% da biomassa coletada durante o período do verão nas armadilhas.

Sobre as causas o que existem são especulações sobre a existência de agricultura intensiva no entorno das reservas naturais e fatores como uso de pesticidas. As pesquisas devem avançar, pois o declínio de insetos afeta fortemente o ecossistema do qual são parte integrante.