Cidadeverde.com

Missão internacional de pesquisadores visita áreas no Piauí

  • Missão_7_cidades4.jpeg Oziel Monteiro
  • Missão_7_cidades3.jpeg Oziel Monteiro
  • Missão_7_cidades2.jpeg Oziel Monteiro
  • Missão_7_cidades1.jpeg Oziel Monteiro
  • Missão_7_cidades.jpeg Oziel Monteiro

Esta semana que passou uma missão formada por pesquisadores de renome nacional e internacional visitou Unidades de Conservação no Piauí. Liderados pela pesquisadora do Instituto Florestal de São Paulo, Dra. Giselda Durigan, a missão teve como objetivo conhecer as fronteiras da transição entre o Cerrado e a Caatinga, o que é possível ser visto em áreas do Piauí, uma das maiores zonas ecotonais do Brasil.

Zona Ecotonal é uma zona de transição entre ecossistemas distintos. É o que ocorre no nosso Estado, no qual ecossistemas diferentes como o Cerrado, a Caatinga, a Mata de Cocais e Florestas Estacionais Deciduais e Semideciduais se entrelaçam, compondo um ambiente com elevada diversidade biológica.

Além da Dra. Giselda Duringan compuseram o grupo as Doutoras Alessandra Fidelis (Professora da Universidade Estadual Paulista – UNESP) e Inara Roberta Leal (Professora da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE). Completaram o grupo os pesquisadores australianos Alan Andersen e Brett Murphy.

A importância da visita

Os pesquisadores foram recepcionados pelo Prof. Caio Soares. Caio é estudante de Doutorado da Universidade de Campinas (UNICAMP) e estuda a diversidade vegetal no Parque Nacional de Sete Cidades, numa iniciativa que visa entender os diferentes ambientes e fisionomias de Cerrado encontradas nesta importante Unidade de Conservação do Piauí. Ao visitarem a área foi possível o planejamento de várias pesquisas visando entender particularidades do ambiente encontrado no Parque, assim como estudos visando a Restauração de ecossistemas. “Fui contatado pela Dra. Giselda Durigan que vinha trazendo estes pesquisadores para que conhecessem a transição entre os ambientes de Cerrado e Caatinga. A visita foi importante também para minha pesquisa e abriu uma boa oportunidade de estabelecermos parcerias com estes importantes pesquisadores”, explicou Caio Soares. Compuseram ainda a equipe que recebeu e o guiou os pesquisadores  o biólogo Jarrel Santos e Oziel Monteiro, Guia do PARNA Sete Cidades.

Quem são estes pesquisadores?

Dra. Giselda Durigan e a Dra. Alessandra Fidelis estão entre as maiores autoridades mundiais em Ecologia da Restauração, especialmente em ambientes destruídos pela ação do fogo. Dra. Inara Leal lidera grupos que estudam os impactos provocados pelo Homem (impactos antrópicos) em ambientes naturais. Seus estudos são concentrados na região da Caatinga.

Dr. Brett Murphy é pesquisador da Universidade Charles Darwin, em Darwin, Austrália e atualmente é um dos maiores pesquisadores no estudo de felinos selvagens. Dr. Alan Andersen também é pesquisador da Universidade Charles Darwin e é a maior autoridade mundial em formigas. Os dois pesquisadores estudam o efeito do fogo nas faunas de mamíferos e insetos, respectivamente.

Além do Parque Nacional de Sete Cidades a missão visitou ainda a Floresta Nacional de Palmares no Município de Altos (PI).