Cidadeverde.com

Céu de 15 de novembro

  • BAndeira7.jpg Observatório - UFMG
  • Bandeira6.jpg Observatório - UFMG
  • Bandeira5.jpg Observatório - UFMG
  • Bandeira4.jpg Observatório - UFMG
  • Bandeira3.jpg Observatório - UFMG
  • Bandeira2.jpg Observatório - UFMG
  • Bandeira1.jpg Observatório - UFMG

A proclamação da República ocorreu em 15 de novembro de 1889. Narrada por alguns historiadores como uma espécie de revolta militar, o que culminou com a retirada de Poder da Família Real. A mudança de regime de governo implicou não somente na alteração nos postos de comando do país, mas também de alguns dos seus símbolos, como a bandeira brasileira.

O simbolismo da bandeira brasileira é muito maior do que se imagina. Você sabia que a disposição das estrelas na bandeira do Brasil representa as principais constelações presentes no céu brasileiro da cidade do Rio de Janeiro do dia 15 de novembro de 1889, às 8h30?

A elaboração da abóbada celeste do Brasil exatamente como estavam as estrelas no dia e horário estimado do movimento de Proclamação da República foi uma ideia no mínimo inusitada. Na bandeira, encontram-se representados os 26 estados brasileiros e mais o Distrito Federal, mas observado em plano invertido (como se o observador estivesse olhando o céu de cima para baixo).

Cada estrela representa um Estado Brasileiro, compondo as constelações mais visíveis como Cruzeiro do Sul, Cão Maior, Escorpião, Triângulo Austral e Hidra. O Estado do Piauí encontra-se representado pela estrela Alfa Antares, por exemplo. A bandeira foi projetada pelo filósofo e matemático Raimundo Teixeira Mendes. Apesar de existirem inconsistências científicas a representação é considerada ímpar, diferente de outras bandeiras que apresentam estrelas, mas sem a significância astronômica encontrada em nosso pavilhão.

A representação de um dos símbolos máximos do Brasil teve a participação da Ciência na sua definição. Este já seria um bom motivo para o Brasil repensar seus investimentos no campo da Ciência, Tecnologia e Inovação.