Cidadeverde.com

Revista Science produz vídeo resumindo as principais conquistas científicas de 2017

Uma das mais prestigiadas revistas científicas do mundo, a Science, publicada pela Sociedade Americana para o Progresso da Ciência (AAAS) disponibilizou no YouTube um vídeo de pouco mais de 4 minutos resumindo algumas das principais descobertas ocorridas em 2017.

O vídeo inicia comentando a descoberta de um novo fóssil de Homo sapiens na região do Marrocos, na África. A descoberta agita a paleoantropologia pelo fato do novo fóssil encontrado ter sido datado com mais de 300 mil anos, bem superior as descobertas feitas na Tanzânia e na Etiópia de fósseis entre 120 e 160 mil anos. Esta descoberta provocará muitas discussões sobre a origem do homem.

Outra grande descoberta, desta vez realizada na China foi a possibilidade de corrigir mutações pontuais em embriões humanos. Embora polêmica, a descoberta joga uma luz sobre a terapia usada para corrigir defeitos genéticos, antes do embrião completar seu desenvolvimento. No campo dos estudos ambientais, o vídeo traz a coleta de um núcleo de gelo com 2,7 milhões de anos. 1 milhão de anos mais antigo de outra amostra também colhida na Antártica com o objetivo de estudar a composição dos gases do efeito estufa a partir das bolhas de gás que ficaram presas no gelo.

Vale a pena assistir o vídeo que traz ainda informações sobre a descoberta de uma nova espécie de Orangotango na ilha de Sumatra, os efeitos da percepção de uma colisão entre duas estrelas e um experimento desenvolvido por físicos que conseguiram desenvolver um detector do tamanho de uma garrafa e que nele foi possível verificar a colisão entre neutrinos e núcleos atômicos, abrindo uma plêiade de possibilidades de uso de detectores pequenos para este tipo de experimento.

Confira:

Até o próximo post...