Cidadeverde.com

Aves incendeiam a mata para facilitar a caça

  • Gavião3.jpg Imagens da Internet
  • Gavião2.jpg Imagens da Internet
  • GAvião_Milvus_migrans_front(ThKraft).jpg Imagens da Internet

Os incêndios em savanas da Austrália ganharam “novos” culpados. Cientistas da Universidade de Pensilvânia e da Universidade do Arizona (EUA) descobriram um comportamento inusitado: partindo de informações de populações indígenas e não-indígenas da Austrália a investigação concluiu que três espécies de aves de rapina, o Falcão-Marrom (Falco berigora), o Milhafre-preto (Milvus migrans) e o Milhafre-Assobiador (Haliastur sphenurus) ajudam o incêndio a se espalhar.

As aves se arriscam coletando gravetos em chamas ou em brasas e espalham para áreas da savana não incendiada. O objetivo ficou claro a partir dos relatos das comunidades e as observações: ao espalharem as chamas as aves ficam à espreita de pequenos mamíferos e répteis que, para fugirem das chamas, abandonam suas tocas. Fogem do fogo, mas não escapam da predação destas aves.

As aves chegam a arriscar a própria vida, quando mergulham na vegetação incendiada em busca de gravetos incandescentes. Uma coisa é possível concluir desta descoberta: não se pode duvidar da inteligência animal.

Até o próximo post...