Cidadeverde.com

Nova forma de Malária foi identificada em humanos

Apesar da doença da moda ser a Febre Amarela, a novidade de hoje é sobre a Malária. A malária é uma doença causada pelos protozoários do gênero Plasmodium. A doença se caracteriza por picos febris em intervalos regulares (por isso é chamada também de Febre Terçã), calafrios e, dependendo do agente infeccioso, pode levar o paciente a morte. O protozoário é transmitido pela picada da fêmea dos mosquitos do gênero Anopheles.

A malária é uma doença muito comum nas regiões tropicais, ocorrendo não apenas no Brasil, mas em outras regiões com características climáticas similares. É considerada uma doença negligenciada, uma vez que não atrai a atenção dos grandes laboratórios farmacêuticos para produzirem medicamentos eficazes no seu tratamento.

Pesquisadores da Fundação Instituto Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) acabam de confirmar a ocorrência de um parasita antes considerado restrito a causar malária apenas em macacos. Trata-se do Plasmodium simium. Este protozoário foi descoberto em 1966, mas apenas agora foi confirmado que este parasita também afeta seres humanos.

A suspeita foi levantada pelo parasitologista Leônidas Deane que descreveu o primeiro caso de malária provocada por este parasita em seres humanos. Mas a semelhança desta espécie com o Plasmodium vivax, principalmente nos sintomas, e a não comprovação de que seria possível a transmissão do macaco para o homem via mosquito adiou a confirmação da descoberta. Somente agora, pesquisadores da FIOCRUZ confirmaram a semelhança do ciclo de transmissão desta espécie que pode ser transmitida do macaco para o homem pela picada do Anopheles.

A descoberta confirma primazia da pesquisa da FIOCRUZ que se estabeleceu como um dos grandes centros de estudos de doenças tropicais do Planeta.