Cidadeverde.com

Implantação do Rodoanel em Teresina se transforma em estudo acadêmico

  • rodoanel3.jpg José Maria Melo Filho
  • Rodoanel2.jpg José Maria Melo Filho
  • Rodoanel.jpg José Maria Melo Filho

A obra do Rodoanel que interliga a BR-316 a BR-343 na cidade de Teresina foi objeto de estudo do curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA) da Universidade Federal do Piauí. O estudo foi conduzido pelo geógrafo José Maria Marques Melo Filho sob orientação do Dr. Antonio Cardoso Façanha do Departamento de Geografia da UFPI.

O estudo abordou os impactos sobre o Meio Ambiente e os impactos sociais de implantação da obra que, quando for inaugurada, será importante para mobilidade da Capital do Piauí. Na abordagem, os pesquisadores coletaram informações em documentos ambientais e em inquietações provocadas por detalhes do planejamento e da execução da obra.

Uma das grandes contribuições foi observar a degradação do ambiente durante diferentes fases da obra, comparando imagens de satélite de pontos específicos, como a construção de trechos da rodovia, edificação de ponte sobre o rio Poti e de alças de acesso, desde períodos anteriores à implantação da mesma até os dias atuais.

A investigação captou as impressões de moradores de três assentamentos do INCRA que foram entrecortados por trechos da obra. Analisando o discurso de alguns dos entrevistados foi possível reconhecer alguns impactos negativos frente à importância da obra. A obra causou impactos ainda não mitigados (compensados) pelos empreendedores, como o aterro de riacho, degradação de parte da mata e a ocupação de faixas produtivas dos terrenos do assentamento pela pista de rolamento.

A banca foi formada pelo Dr. Antonio Façanha (UFPI), pelo Dr. Jorge de Paula (UESPI) e por mim. A discussão de temas que atingem diretamente a cidade e seus cidadãos tem sido a tônica do PRODEMA, servindo para aproximar a comunidade científica da população através da solução de problemas que afetam a todos.