Cidadeverde.com

Desmatar só prejudica plantas e animais?

Os desmatamentos, por vezes, não são avaliados sob a ótica das consequências. Às vezes nem a ciência consegue dimensionar direito os impactos referentes à remoção da cobertura vegetal de determinada área sobre processos e atividades que ocorrem na adjacência das áreas florestais.

É comum relatos de pessoas que moram há muito tempo em determinada área, dizendo que a devastação da mata alterou a temperatura: “antes era mais frio, quando derrubaram a mata ficou mais quente”. Relatos também apontam para invasão de animais silvestres que, ao perderem seu habitat, tentam buscar novas áreas para se refugiarem e terminam invadindo nossas casas.

As consequências do desmatamento aparecem mesmo que a cobertura vegetal não tenha sido totalmente retirada. O chamado Efeito de Borda interfere na composição da mata remanescente. É como se existisse uma faixa, em torno da mata que ficou, de transição entre o ambiente original, intocado e o ambiente que sofreu degradação. Altera-se a composição das espécies da área preservada, quanto mais próxima for a sua localização, em relação ao local onde a vegetação foi removida. Mudam as plantas e consequentemente mudam os animais, porque no fundo mudam a insolação, a temperatura, a umidade e outros atributos que influenciam na vida dos organismos que lá habitam.

Estes impactos têm sido redimensionados por pesquisadores de instituições da Grã-Bretanha, associados a pesquisadores brasileiros, especialmente com o Projeto interface: relações entre estrutura da paisagem, processos ecológicos, biodiversidade e serviços ecossistêmicos, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) que mostra que os impactos são muito maiores do que o que se suspeitava antes. Neste sentido o estudo vem levantando alguns prejuízos inimagináveis, como a degradação de insetos polinizadores das culturas que crescem nas áreas antes ocupadas pela vegetação nativa.

É preciso que a sociedade entenda, de uma vez por todas, que tudo na natureza está em interação. Desmatar sem se preocupar com outros seres vivos pode ser um tiro no pé da própria humanidade.

Até a próxima!