Cidadeverde.com

Ciência brasileira evidenciada negativamente

A revista Science da semana passada destacou a Ciência brasileira duas vezes. Pena que, em ambas as vezes, de forma negativa.

O editorial da revista escrito pela pesquisadora brasileira Beatriz Barbuy, pesquisadora do Departamento de Astronomia da Universidade de São Paulo, além de ter destacado o incêndio que atingiu e destruiu o Museu Nacional, considerado o principal da América Latina, enfocou também a suspensão do Brasil do European Southern Observatory (ESO) por falta de pagamento da cota brasileira no consórcio internacional que alçou o Brasil à condição de membro efetivo. Com esta suspensão, os pesquisadores brasileiros que trabalham no Observatório localizado no Chile ficam impedidos de continuar com suas pesquisas.

A dívida do Brasil é de 270 milhões de euros, que foi dividida em 10 parcelas anuais. Mesmo a despesa tendo sido autorizada pelo Congresso, o Brasil não honrou o pagamento, gerando a suspensão. A pesquisadora chama a atenção para as eleições que se avizinham, preocupada com os destinos da ciência brasileira, visto que os programas dos presidenciáveis não contemplam incremento de recursos voltados para o segmento.

O outro destaque foi o artigo publicado por 21 pesquisadores vinculados ao Museu Nacional dando conta do incêndio e das dimensões do prejuízo causado, principalmente pela falta de apoio e de recursos para sua proteção e manutenção.

É lamentável o momento pelo qual a Ciência Brasileira vem atravessando...