Cidadeverde.com

Mudanças climáticas afetaram dentição dos mamíferos

O tema das mudanças climáticas está constantemente na baila da ciência. Há controvérsias sobre o peso da influência humana nas modificações climáticas, mas não se duvida, em nenhuma hipótese, que o clima da Terra já sofreu alterações e que estas alterações estão se processando neste momento.

Pesquisa realizada na Universidade de Cleveland, nos EUA, comprovou, por exemplo, que as alterações climáticas pretéritas foram decisivas para nortear a modificação dos dentes de mamíferos marsupiais. Os mamíferos marsupiais, para quem não se lembra, são animais que não possuem placenta para gerar descendentes. Seus filhotes completam o desenvolvimento em bolsas situadas no abdome da mãe, chamadas de Marsúpios. O marsupial mais conhecido (famoso porque é muito falado em diferentes mídias) é o Canguru, da fauna australiana.

Nestes estudos foram comparados dentes de animais marsupiais fósseis da Austrália e da América do Sul. Estes estudos revelaram que os dentes molares do animais sul-americanos apresentavam a coroa mais alta, muito provavelmente resultado da seleção natural provocada pela existência de alimentos mais exigentes resultantes de plantas de floresta úmidas, quando comparados com marsupiais da Oceania.

As mudanças climáticas são um importante fator a ser considerado na influência do aumento e na redução da diversidade biológica da Terra.

Em tempo: os marsupiais mais comuns nas Américas na atualidade são os gambás e as mucuras.