Cidadeverde.com

Suspeito de matar vereador de Esperantina chora e pede perdão a viúva

Em coletiva à imprensa, o  suspeito de assassinar o presidente da Câmara de Vereadores de Esperantina, vereador "Tote Aristides", chorou e pediu perdão aos familiares da vítima. Jailson de Sousa Xavier foi preso dentro de um ônibus no município de Redenção do Gurgueia, quando retornava de Minas de Gerais para o Piauí, na última sexta-feira (14).

"Eu queria só pedir perdão a eles (família). Eu não fiz nada de propósito a nenhum deles. Quero pedir perdão a dona Graça (viúva)", disse. 

O delegado de Esperantina, Leonardo Alexandre, ressalta que não deve haver atenuante ao crime, uma vez que, o suspeito teria demonstrado intenção de matar a esposa.

"A intenção dele era efetivamente de matar, provocar um homicídio, independente se fosse a esposa ou a cunhada. Como o vereador se encontrava próximo, o investigado errou o tiro e acertou o vereador. Ele deve responder por homicídio doloso qualificado com motivo fútil, pois ele alega uma suposta traição", destaca Alexandre.

O crime ocorreu no dia 28 de agosto, na casa de um irmão do suspeito. Após uma briga com a esposa, ele teria saído para pegar uma arma e retornado para matar a mulher. Porém, o tiro acabou atingindo o presidente da Câmara que teria ido ao local para intermediar o conflito. O clima comoveu a cidade de Esperantina. Tote era considerado um homem solícito e pacificador de problemas.

Jailson de Sousa- que já tinha histórico de agressão contra a mulher- era amigo da família da vítima e foi praticamente criado pelo vereador. 

Presidente da Câmara de Esperantina

"Durante todo esse tempo, o investigado vinha sendo monitorado pela polícia que acompanhou o deslocamento dele até Minas Gerais, onde ele foi localizado na zona rural da cidade de São Francisco. Foi escolhido o melhor momento para ser cumprido o mandado de prisão tanto para o Estado como para o autor. Ele é uma pessoa complicada. Nas duas prisões, reagiu a abordagem e com todo o preparo conseguimos prendê-lo sem maiores problemas", finaliza o delegado Anchieta Nery. 

 

Matérias relacionadas

Acusado de matar vereador de Esperantina é preso em ônibus

Vídeo mostra briga de suspeito de atirar em vereador alguns dias antes do assassinato


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com