Cidadeverde.com

Menina estuprada durante assalto é trazida para Teresina e realiza exame

A garota de 12 anos – vítima de estupro durante assalto na cidade de Esperantina – foi transferida para Teresina. A informação foi confirmada pela assistente social que acompanhava a menina no hospital Júlio Hartman, no município.

A menina e a tia foram mantidas reféns junto com a família durante o crime. Segundo relato, o pai de uma das vítimas foi obrigado a presenciar a cena do abuso contra a filha e a neta. 

A menor bastante abalada foi levada para o hospital e recebeu atendimento psicológico.

“Ela já estava bem tranquila, normal, sem nenhum quadro de pânico ou choque”, disse a assistente social, Lourdes Lourena. 

Em Teresina, a vítima foi levada para o Serviço de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (Samvis). Lá ela foi recebida pela equipe para realizar os exames necessários.

Laudo preliminar no hospital de Esperantina constataram o estupro na garota. A tia houve uma tentativa de violência sexual. 

“A menina foi transferida para realizar os exames no Samvis, porque aqui não fazemos esses exames”, disse a assistente social.

O delegado Leandro Martins abriu inquérito e investiga o caso. Ele já tem pista e está a caça aos criminosos.

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com