Cidadeverde.com

Lavrador confessa que matou esposa durante “discussão familiar”

A Delegacia de Esperantina efetuou, nessa terça-feira (05), a prisão do lavrador Francisco Luís de Sousa. O delegado Leonardo Alexandre informou que, em depoimento, o suspeito confessou que matou a esposa, Maria Creuza Ferreira Gomes, 41 anos, durante uma “discussão familiar”. 

O crime foi praticado no último dia 27 de novembro. Maria Creuza foi morta a facadas dentro da residência onde morava com o marido, com quem era casada há 20 anos. 
 
“Durante seu interrogatório o investigado alegou que matou sua companheira por conta de uma discussão por motivos familiares, vindo a perder a cabeça e efetuar facadas na vítima”, conta o delegado Leonardo Alexandre. 

Uma das filhas do casal estava brincando no quintal casa quando o crime foi praticado. “Ela viu a mãe pedindo socorro e o pai segurando a faca usada no assassinato”, acrescenta o delegado.

Desde a data do crime, o lavrador estava foragido. A defesa do investigado entrou em contato com o delegado Leonardo Alexandre e o suspeito se apresentou à delegacia ainda ontem.   

 Francisco Luís será indiciado por feminicídio. O delegado lamenta o crime e ressalta que este é mais um caso de violência doméstica registrado contra mulheres. 

“Ele [preso] poderia ter resolvido o problema familiar de outra forma, mas se valeu da superioridade de força física que tinha para matar a esposa”, conclui o delegado Leonardo. 

O lavrador será encaminhado ao sistema prisional do Estado. 

 

Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com