Cidadeverde.com

Mutirão realiza 50 procedimentos cirúrgicos pediátricos em Esperantina

Durante os dias 14 e 15 de junho, o Hospital Estadual Dr. Júlio Hartman (HEJH), em Esperantina, recebeu, pela primeira vez, o Mutirão de Cirurgias Pediátricas. Ao todo, foram realizados 50 procedimentos em crianças com a faixa etária de oito meses a 14 anos. Todos os pacientes passaram por uma triagem, entre consultas pré-operatórias e exames laboratoriais.

De forma lúdica, as crianças ganharam o Certificado de Herói/Heroína por enfrentar a "temida" agulha e entraram para o grupo de Super Heróis Secretos do HEJH.

Foram realizados procedimentos de hérnias inguinal e umbilical epigástrica, postectomia (cirurgia de fimose) e remoção de cistos, entre outros. Participaram do mutirão os cirurgiões pediátricos Ivo Lima e Bruno Pinheiro, dois anestesistas e equipe de enfermagem. Os pacientes foram encaminhados, via Central de Regulação, dos municípios de Esperantina, Porto, Madeiro, Barras, Morro do Chapéu, São José do Divino.

O diretor do hospital, Davyd Basílio, destaca que, desde 2015, a unidade trabalha para a melhoria da assistência aos pacientes. “Ver essas crianças serem atendidas de forma rápida e eficiente é gratificante. Nossos profissionais trabalharam com todo o empenho e dedicação para que este mutirão fosse um sucesso”, declarou.

Basílio destaca que a realização do mutirão ajuda no atendimento dos pacientes de toda a região. “Sabemos que, quanto mais investimentos fizermos, melhor será realizado o nosso trabalho. Com tudo isso, a viabilidade de acesso para o território evita que esses pacientes tenham que ser regulados para Teresina, descentraliza o serviço e dá comodidade pois os procedimentos são feitos na região, evitando esse deslocamento. Consequentemente, há uma melhor assistência prestada”, analisa.

Referência

Nos últimos quatro anos, o Hospital Estadual Dr. Júlio Hartman vem se destacando nos mutirões, com recorde de atendimento. A unidade é referência para 13 municípios da região do Território dos Cocais e também para usuários vindo de outras cidades do estado. No último mutirão de catarata, em novembro 2018, foram realizadas 420 consultas e 299 cirurgias.

Ccom