Cidadeverde.com
Entretenimento

Talentos do Piauí faz homenagem à bailarina piauiense Luzia Amélia

Imprimir
Amanhã será comemorado o Dia Internacional da Dança e como a coreografa e diretora do Balé de Teresina, Luzia Amélia, é referência na dança do Piauí, foi surpreendia no palco do programa Talentos do Piauí deste sábado (28) ao participar do quadro "Senhor Talento".

Fotos: Evelin Santos/Cidadeverde.com

Luzia Amélia, atualmente, cursa mestrado de dança em uma faculdade na Bahia, sendo a primeira profissional do Estado a se especializar na área. Ela informou que os artistas da dança do Piauí terão seu talento reconhecido através de certificados emitidos pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) ainda este ano.
 
Por ser uma referência da dança piauiense a bailarina Luzia Amélia foi surpreendida pela produção do programa e foi homenageada por pessoas que admiram o seu talento. Amigos e familiares fizeram questão de deixar seu recado.

 
A diretora da Casa da Cultura de Teresina, Josy Brito, os coreógrafos Datan Izaká e Waldemar Santos deixaram seu recado. “Ela é muito pragmática, briga pelo que acredita. Admiro seu trabalho", disse Josy. "Fico feliz por saber que tive a oportunidade que muitos não tiveram e nem terão de trabalhar com ela", disse Datan. 

"Ela tem uma personalidade guerreira, tive o prazer de fazer parte da coreografia 'Calango', onde foi o divisor na minha carreira”, declarou Waldemar.

 
Histórias e homenagens
A mãe da bailarina, Francisca Marques, relatou que quando adolescente Luíza Amélia não conseguia terminar as tarefas domésticas, pois não parava de dançar. 

“Eu dividia as tarefas entre ela e a irmã, mas o pai dela tinha uma vitrola e quando ela tinha que varrer a casa o pai dela já desligava logo, pois ela ficava dançando direto e não terminava de varrer”, declarou.
 

O filho Álvaro também emocionou Luzia Amélia quando tocou no violão a canção “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga. Segundo ele, a mãe gosta muito de ouvir. Sua filha, também bailarina, declarou. “Mãe amo o seu trabalho quero ser como você uma excelente bailarina”, disse.

Geísa Chaves (Especial para o Cidadeverde.com)
Imprimir