Cidadeverde.com
Geral

Rebelião termina com 6 presos feridos na Casa de Custódia

Imprimir
Atualizada às 21h36

Por volta de 21h desta segunda-feira (26), o motim na Casa de Custódia foi considerado controlado. Contudo, a Polícia Militar permanecerá no local durante toda a madrugada para garantir que a situação continuará sob controle. 


Os presos se rebelaram por volta de 18h30. Eles reclamam de superlotação, qualidade da comida e demora no julgamento de presos provisórios. Os detentos queimaram colchões e danificaram a estrutura da unidade prisional. buracos nas paredes e um túnel foram descobertos e uma possível fuga abortada. 

O secretário estadual de Justiça, Henrique Rebelo, recebeu a imprensa em uma sala do presídio e concedeu entrevista coletiva. Ele confirmou que os detentos destruíram muita coisa, mas em menor proporção que na rebelião do mês de outubro. 


Secretário Henrique Rebelo

Henrique Rebelo confirmou seis presos feridos, mas nenhum com gravidade. Os nomes devem ser divulgados nesta terça-feira. Ele também convidou a imprensa para almoçar na Casa de Custódia em data a ser confirmada, para atestar a qualidade da refeição.

O secretário ainda fez um apelo para o julgamento mais céleres dos presos provisórios, em número elevado em todas as unidades prisionais do Piauí. A diminuição desses casos é apontada como possível solução para redução da população carcerária e alívio nas celas das penitenciárias. 

O comandante de policiamento da capital, coronel Alberto Meneses, informou ao Cidadeverde.com que um "pente fino" foi feito nas celas para verificar as avarias. Por conta da dificuldade de tal ação no período noturno, a tropa de choque e demais policiais militares permanecerão na Custódia até o amanhecer. 

Coronel Alberto Menezes

Atualizada às 20h39
Cleiton Holanda, diretor administrativo do Sindicato dos Agentes Penitenciários - Sinpoljuspi -, saiu da unidade prisional e informou que todos os presos estão envolvidos no motim. Ele diz que a situação é de difícil controle, pois a Casa de Custódia está as escuras e com áreas alagadas. 

De acordo com o diretor do sindicato, seis presos foram feridos, mas com escoriações leves, possivelmente provocadas por balas de borracha. Uma ambulância do Samu continua no local.

Evelin Santos/Cidadeverde.com

Atualizada às 20h
Uma ambulância do Samu e um micro-ônibus da Polícia Militar, com cerca de 20 homens, chegaram na Casa de Custódia e geraram apreensão entre parentes de presos, que aguardam por notícias do lado de fora da unidade prisional. O motim dos detentos começou por volta de 18h30, mas o clima é instável desde sábado, quando uma tentativa de fuga foi abortada. 

O diretor de presídios, Ancelmo Portela, o secretário estadual de Justiça, Henrique Rebelo, e a tenente-coronel Júlia Beatriz, que trabalha com gerenciamento de crises, entraram no presídio para negociar com os detentos.

A TV Cidade Verde apurou que presos saíram das celas e invadiram três pavilhões. Ainda não se sabe o motivo preciso do protesto, mas os presidiários reclamam das mesmas questões que provocaram a rebelião de agosto: qualidade da comida, superlotação e julgamento de presos provisórios.

Postada às 19h09
Na tarde desta segunda-feira (26), detentos da Casa de Custódia de Teresina voltaram a se rebelar. O tumulto teria começado nos pavilhões F e C. Neste último, um buraco para possível fuga foi descoberto pela manhã. 

A TV Cidade Verde confirmou no local a presença do Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial), tropa de choque, Gate e até o helicóptero da Polícia Militar. 

O coronel Alberto Menezes, comandante do policiamento da capital, informou que os policiais ainda não entraram nos pavilhões e tentam conter a situação externamente, com balas de borracha. Só depois, as celas serão invadidas. 

A polícia descobriu buracos na parede dos pavilhões B e D, além de um túnel para fuga. 

O Corpo de Bombeiros também foi acionado. Existem informações de que os detentos estariam ateando fogo em colchões. 

Tentativas de fuga
O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí - Sinpoljuspi -, Vilobaldo Carvalho, recebeu informações de que os detentos teriam começado a confusão nos pavilhões F e C. Depois disso, agentes retiraram às pressas os detentos do pavilhão A, que trabalham na cozinha. 

Ainda de acordo com Vilobaldo, uma tentativa de fuga foi abortada no pavilhão F, no sábado. Na tarde desta segunda-feira, agentes teriam encontrado um telefone celular nas partes íntimas de uma visitante do mesmo pavilhão, sendo essa levada presa para a Central de Flagrantes. Outra foi detida nos últimos dias com uma peruca, que seria usada para presos fugirem vestidos de mulher. 


Vilobaldo Carvalho

Meses de tensão na Custódia
Nos dias 16 e 17 outubro, a Casa de Custódia foi alvo de rebelião, na qual oito presos ficaram feridos. Dois precisaram ser levados para atendimento médico no Hospital de Urgência de Teresina. 

Após o incidente, uma carta foi descoberta por agentes entre os presos da unidade, orientando os outros detentos para uma rebelião geral em todo o Piauí. O secretário de Justiça, Henrique Rebelo, afastou essa possibilidade.

No dia 16, um detento foi morto dentro do presídio, o sétimo somente em 2012. 

No dia 19, um túnel de cinco metros no pavilhão F foi encontrado e a fuga abortada. Outro túnel foi achado nesta segunda (26). 

Solange Sousa (TV Cidade Verde)
Fábio Lima (da Redação)
Imprimir