Cidadeverde.com
Geral

Bando planejava assalto a caixas eletrônicos de supermercado

Imprimir
A quadrilha presa na manhã desta sexta(09) na operação Rapina planejava um assalto ao caixa eletrônico do supermercado Carvalho, da avenida Henry Wall de Carvalho, no bairro Santo Antônio, zona Sul de Teresina. Policiais do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) cumpriu seis mandados de prisão e nove busca e apreensão com a prisão de sete pessoas. 

Fotos: Evelin Santos/CidadeVerde.com

De acordo com o delegado Carlos César Camelo, da Greco, a quadrilha é especializada em assaltos a caixas eletrônicos e atuava pelo menos em três estados: Piauí, Pará e Maranhão. 

Os presos foram identificados: Willames Rodrigues dos Santos, Renato Fernando Nogueira, Daniel Alves da Silva, Reginaldo Pereira de Oliveira, Anderson Almeida Silva vulgo Nem e Osmar Domingos Langer, que é considerado o líder da quadrilha. Também foi presa em flagrante, Maria de Lourdes dos Santos Sousa pois na sua casa foi encontrada um revólver calibre 38. 


“Fomos contactados pela polícia do Maranhão, pois o mandado de prisão está sendo expedido contra Osmar Langer pela explosão de um caixa”, informou o delegado. Osmar Langer é paranaense, mas é considerado o principal cortador de caixas eletrônicos do Nordeste. 

Foram apreendidos dois revólveres, maçaricos, botijões de gás, munição e lonas que eram utilizadas para isolar os locais dos arrombamentos.

 
“Essa quadrilha trabalhava de forma silenciosa, colocava panos pretos para se isolarem e não fossem vistos cortando os caixas, mas mesmo assim mantinham reféns”, destacou o delegado Cadena Júnior da Greco. 

Os seis serão encaminhados para a Casa de Custódia e a mulher para a penitenciária Feminina. 

Cadena disse ainda que as investigações duraram quatro meses e desta vez atuaram preventivamente, antes de que eles voltassem a praticar o crime. “Eles já atuaram em Caxias, em Parnaíba e aqui em Teresina, estavam se reagrupando para voltar a fazer cortes em Teresina, por isso o delegado Menandro Pedro preferiu que a operação fosse deflagrada antes de isso acontecer”, explicou o delegado. 

A polícia revelou que ainda deverá ter novas prisões nas próximas horas, já que a quadrilha é bem maior. 








Flash de Rayldo Pereira
Redação Caroline Oliveira
redacao@cidadeverde.com
Imprimir