Cidadeverde.com
Últimas

Filhos acionam pai na justiça por prêmio de R$ 200 mil do Piauí Cap

Imprimir

Isaías Leandro Soares Negreiros Amorim comprou um título do Piauí Cap e ganhou um prêmio de R$ 200 mil no sorteio realizado no dia 12 de outubro. O título foi colocado em nome dos dois filhos menores, Ana Beatriz Vasconcelos Amorim e Ítalo Leandro Vasconcelos Amorim. Agora ele se recusa a entregar o canhoto para que os filhos recebam o prêmio. A disputa inusitada pelo dinheiro foi parar na justiça. 

Na manhã desta quarta-feira (12), o oficial de justiça entregou a liminar, concedida pelo juiz Édison Rogério Leitão Rodrigues, destinada a empresa de títulos de capitalização, que impede o pagamento do prêmio até que seja decidido quem deve ficar com o prêmio. 

A liminar foi expedida no dia 04 de novembro. A decisão do juiz diz que por conta da necessidade da matéria, já que apenas o título adquirido não é suficiente para revelar a destinação do prêmio, e a falta de condições da justiça para emitir uma sentença imediata, o Piauí Cap não deve fazer o pagamento do prêmio a nenhuma das partes, até que saia a decisão final. 

A mãe do irmãos Ana Beatriz e Ítalo Leandro, Riany Patrícia Vasconcelos Amorim,  ingressou com a ação no dia 29 de outubro no Tribunal de Justiça do Piauí, alegando que o pai não quer entregar o canhoto premiado para que os filhos possam receber o prêmio de R$ 200 mil. 

A decisão do juiz também chama atenção para dois fatos contidos no regulamento. O prêmio deve ser pago aquele cujo nome consta na cartela, no entanto, só poderão participar do sorteio pessoas maiores de 18 anos. 

O Piauí Cap está sendo alvo de investigação pela Polícia Federal, que deflagrou hoje a Operação Trevo, para investigar lavagem de dinheiro em bingos, títulos de capitalização e caça-níqueis. 

Com informações de Flávio Meireles 
Redação Sana Moraes 
[email protected] 

Imprimir