Cidadeverde.com
Entretenimento

George Clooney vai ser papai! Amal Alamuddin está grávida de seu primeiro filho

Imprimir

George Clooney e Amal Alamuddin serão papais! A advogada está grávida de seu primeiro filho, que tem previsão para nascer em junho de 2015, segundo a revista "Star Magazine". O casal oficializou a união com uma cerimônia intimista na Itália, em setembro do ano passado.

"É maravilhoso o quão orgulhoso e animado George está. Ter um bebê foi a melhor coisa que aconteceu com ele. Ele mal pode esperar para ser papai", disse uma fonte à publicação. No dia 6 de dezembro, o casal foi jantar com um grupo de amigos em West Hollywood, em Los Angeles, e Amal apareceu com uma barriguinha suspeita que tentou esconder com um grande casaco branco.

Ainda segundo a publicação, Amal engravidou durante a lua de mel em Seychelles. a advogada já estaria planejando o quarto do bebê e comprando móveis por catálogos. Aparentemente, George disse que o 'céu é o limite' para os gastos com o filho. De acordo com a "Star", depois que o bebê nascer, o ator quer colofcar sua carreira de Hollywood de lado para que ele e a mulher possam cuidar do filho sozinhos.


George e Amal promoveram uma segunda festa de casamento no hotel Danesfield, na Inglaterra, no dia 25 de outubro. Além de um coquetel, os convidados desfrutaram de um coquetel e de um jantar completo.

Segundo a revista "US Weekly", as toalhas de mesa do evento eram pretas e peças foram projetadas com pedaços de árvores. Arranjos com flores brancas secas enfeitaram todo o espaço disponibilizado pelo estabelecimento.

Amal já voltou ao trabalho depois do casamento e agora assina com o sobrenome Clooney no escritório de advocacia Doughty Street Chambers, sede de sua empresa em Londres, na Inglaterra.

 

Lua de mel em Seychelles

George e Amal viajaram para a ilha africana que fica próxima a Madagascar. O local paradisíaco é cercado por belas praias, além do luxuoso resort North Island, onde o casal ficou hospedado.

Alain St. Ange, ministro do turismo e cultura do país confirmou a informação prea o jornal britânico "The Telegraph". "Eles não precisam se preocupar com a privacidade", disse o ministro.

 

Fonte: Msn

Imprimir