Cidadeverde.com
Últimas

Adolescente é apreendido com 400 gramas de crack na mochila em Uruçuí

Imprimir

Uma barreira policial apreendeu na madrugada de ontem(12) um adolescente com cerca de 400 gramas de crack em Uruçuí (a 453 km de Teresina). A droga estava em uma mochila que ele transportava de Teresina para Uruçuí. 

Segundo o delegado Jarbas Lima, o menor já estava sendo monitorado por investigações realizadas pela polícia. "Já estávamos monitorando o menor de idade por tráfico. Acreditamos que ele servia apenas de 'mula', ou seja, iria buscar a droga e entregá-la ao traficante que iria vendê-la. Estamos investigando de quem ele comprou e para quem iria repassá-la. Infelizmente, ele não relatou informações importantes em depoimento, pois disse que a droga era dele".

A abordagem policial se deu por volta das 04h, após o menor chegar de ônibus de Teresina na rodoviária da cidade. "Passamos a noite toda monitorando o menor, mas o trabalho é gratificante, já que damos uma resposta boa à sociedade no que se refere ao combate ao tráfico de drogas. O menor ainda tentou se evadir, mas a abordagem foi bem feita".

Segundo o Major Feitosa, as ações integradas entre as polícias militar e civil são importantes para a prevenção e repressão ao crime. "Estamos realizando um combate ao tráfico de drogas em Uruçuí e região graças a integração entre as polícias. Temos uma parceria importante com a Polícia Civil. Conseguimos retirar uma grande quantidade de droga das ruas, além de dar um prejuízo aproximado em R$ 3 mil aos traficantes. Com isso, várias famílias terão paz social em Uruçuí". 

A  abordagem foi realizada pelo major Feitosa e pelo delegado Jarbas Lima e pelo policial civil Pedro Santana, participando ainda os policiais militares subtenente Jean, cabo Gevan e soldados Rafael Monteiro e Maciel da Força Tática de Uruçuí. 

"Infelizmente, o Estatuto da Criança e do Adolescente tem que ser mudado. Sequer podemos relevar o nome ou imagens do infrator. O menor citado já possui outros três procedimentos na Delegacia de Uruçuí e ele se aproveita da menoridade para cometer atos infracionais, já que nada acontece com ele. Ele sairá pela porta da frente da Delegacia, como se nada tivesse acontecido. Isso é muito revoltante", finalizou o delegado Jarbas. 

 

Da redação
[email protected]

 

 

Imprimir