Cidadeverde.com
Geral

Bombeiro do MA faz campanha para achar parentes de adolescente no Piauí

Imprimir

Uma publicação de São Luís-MA sobre o adolescente D.G.P, 14 anos, na rede social Facebook, tem feito piauienses compartilharem o post em busca de familiares do garoto em Teresina. Mas, as supostas declarações dadas pelo garoto a um bombeiro seriam, em parte, histórias inventadas, de acordo com o conselheiro tutelar Darlan Ferreira Mota, do conselho tutelar da Cidade Operária que assiste o adolescente. 

Segundo a publicação, postada ontem(28), o bombeiro teria encontrado o menino no banco na praça do Anjo, no bairro Anjo da Guarda, que informou que sua mãe estava presa, seu pai teria sido assassinado e que teria fugido do abrigo após uma discussão com outro interno. Até o fim da manhã desta quarta(29), o post tinha quase nove mil compartilhamentos. 

“Ele me relatou que os seus familiares que moram no Piauí não têm conhecimento da situação que ele se encontra e me deu o nome de dois de seus tios que residem na Vila da Paz -Teresina - PI, são eles Maria Gorete Freire Rocha e Abidiel Nascimento Pinho. Não sei se essa história é verdadeira, mas não custa nada tentarmos saber e buscar ajuda caso seja verdade”, diz parte do post de Pedro Marcos Soares. 

O conselheiro Darlan Mota informou ao Cidadeverde.com que o garoto é natural de São Luís, que a mãe dele não está presa e goza de boa saúde, mas não quer o filho. “A mãe dele não o quer, toda vez que o levamos para casa ela diz que lá ele não entra e por isso até pedimos ao Ministério Público que entre com uma ação de destituição familiar. Ele vive no abrigo Luz e Vida aqui na Cidade Operária (bairro) e ninguém da família quer saber dele”, disse o conselheiro. 

Sobre a informação dos familiares em Teresina, o conselheiro informou que não tem conhecimento, mas acredita que pode ser verdade. “Não sei como, ele foi registrado pelo tio, irmão da mãe, que mora em Teresina e passou um tempo com ele, mas veio sozinho para cá. A mãe dele ainda tentou pedir pensão para o irmão, mas não conseguiu e agora não quer mais saber do menino”, relata o conselheiro Darlan Mota.

Após a provocação da reportagem, o conselho tutelar vai tentar encontrá-lo e novamente levá-lo para um abrigo. “Ele é um menino inteligente, que tem avós, tios que não querem saber dele. Vamos procurá-lo de novo, já entramos em contato com o conselho tutelar do Anjo da Guarda para localizá-lo”, afirmou Darlan Mota.


Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir