Cidadeverde.com
Política

Fábio Abreu diz que quem apostar no pânico vai errar e garante índices mais baixos

Imprimir
  • acadepol2.jpg Roberta Aline
  • acadepol1.jpg Roberta Aline
  • acabepol4.jpg Roberta Aline
  • acabepol3.jpg Roberta Aline

O secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, afirmou nesta terça-feira (10) que irá reduzir ainda mais os números de violência no Piauí até dezembro. Segundo ele, que participou durante à tarde da inauguração da reforma do alojamento e stand de tiros da Academia de Polícia do Estado (Acadepol), quem apostar no pânico e na insegurança vai errar.

"Nosso objetivo é mostrar através do trabalho quem tiver apostando no pânico e na insegurança irá errar. Temos resultados que são positivos", afirmou.

Durante a solenidade foram entregues as reformas do stand de tiro e dos alojamentos para os alunos, além do início do Programa de Qualificação na área de tiro policial.

Fábio Abreu ressaltou que vai focar em operações para combater assaltos e roubos e reduzir o número de homicídios. Disse ainda que está reformando e construindo dez delegacias em vários municípios, dentre eles Elesbão Veloso, Castelo do Piauí, Canto do Buriti e Sebastião Barros. O secretário também confirmou que em 2016 chamará 25 novos delegados em fevereiro e outros 24 numa segunda etapa.

"A estratégia é não descuidar na redução dos homicídios e o foco é no interior, que elevou um pouco esses índices e que não teve uma queda substancial como teve em Teresina. Nosso objetivo é aproveitar os nossos policiais que estão trabalhando com inteligência", disse.

Ainda de acordo com o secretário, a queda nos números da violência mostra que a polícia está no caminho certo e que foco será combater a violência no interior. Ele acredita que os indicadores em algumas cidades contribuem para alta no panorama.

Fábio Abreu vem acompanhando mensalmente as estatísticas e ressalta que aumentaram os números de roubos, mas nada comparado ao mesmo período de anos anteriores. 

"Houve um aumento no número de roubos, mas em proporção menor. É um fenômeno que acontece nos últimos meses do ano, mas em 2015 está sendo controlado. Nosso objetivo é entrar dezembro com redução maior em roubos, homicídios e roubos a veículos", ressaltou.

Yala Sena (Flash)
Hérlon Moraes (Da Redação)
[email protected]

Imprimir