Cidadeverde.com
Política

Heráclito Fortes cobra solução definitiva para aeroporto da capital

Imprimir

[Foto: senador Heráclito Fortes (DEM-PI)]

Ao relatar acidente aéreo ocorrido no aeroporto de Teresina nesta quinta-feira (7), provocado pelo choque de um urubu com a fuselagem de uma aeronave da TAM que transportava 111 passageiros, o senador Heráclito Fortes (DEM-PI) criticou o governador do Piauí, Wellington Dias, por ter anunciado uma licitação para reforma e ampliação do aeroporto que, a seu ver, é apenas "um remendo".
 
- Sou contra o Piauí ser contemplado com remendo, com meia-água, com reparo, com meia-sola. O estado do Piauí, pela sua importância, por Teresina estar localizada na confluência de dois rios, por ser um centro médico de excelência que atende não só o nosso estado, mas também os estados vizinhos, por ser um centro de compras e por ter movimentação aeroportuária crescente, não pode aceitar de maneira nenhuma remendos dessa natureza - protestou.
 
O senador disse que Teresina precisa de um projeto que represente uma solução pelos próximos cem anos. Para isso, ele acredita ser necessário construir um novo aeroporto em outro lugar. Heráclito sugeriu que se abandone o 'projeto de meia-sola sonhado pelo governador e que nos inquieta", e que a área do atual aeroporto seja contabilizada como parte do pagamento pela obra do novo aeroporto.
 
Heráclito alertou as autoridades da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) para o fato de que o aeroporto de Teresina está localizado em área urbana e de grande proliferação de urubus, devido à proximidade com matadouros, granjas e abatedouros avícolas. O senador assinalou que o aeroporto opera seis vôos diários vindos de Brasília, além dos vôos vindos de Fortaleza e dos vôos de médio e pequeno porte
 
Fonte: Agência Senado

 

Tags:
Imprimir