Cidadeverde.com
Geral

Pronto-Socorro do HGV é fechado oficialmente nesta quinta

Imprimir

A partir desta quinta (21), o Pronto-Socorro do Hospital Getúlio Vargas  fecha as portas e deixa de ser referência no atendimento de urgência e emergência, passando a atender somente casos de alta complexidade encaminhados por outras unidades de saúde.

O processo de transferência, firmado entre a Secretaria Estadual da Saúde e a Fundação Municipal de Saúde, para o Hospital de Urgência de Teresina Zenon Rocha foi concluído nesta quarta (20). No último dia de funcionamento, o Pronto-Socorro do HGV registrou 68 atendimentos. Foram 29 atendimentos odontológicos, dez entradas de pessoas com problemas no olho, dois pacientes vítimas de agressões por arma branca, dentre outros. A criança de iniciais Y.M.S.A, de dois anos de idade, foi a última pessoa a ser atendida pelo PS.

Os pacientes que ainda continuam internados estão sendo transferidos para as clínicas dentro do próprio HGV. A medida visa dar inicio às obras de reforma no local onde funcionava o Serviço de Pronto-Socorro e em outros setores que não tinham sido reformados devido à grande demanda de pacientes.

O Hospital Getúlio Vargas será completamente reformado pelo Governo do Estado. O investimento nas reformas da estrutura física e compra de equipamentos chegará a R$ 20 milhões.

Hospital de referência
 
Inaugurado há 67 anos, o HGV se prepara para passar pela maior reforma de sua história. Segundo o diretor geral do HGV, Noé Fortes, as reformas irão possibilitar a adequação a um novo perfil de atendimento no HGV: um atendimento mais humanizado, onde estão previstas a otimização das condições físicas e a melhoria das condições técnicas de atendimento. Ele esclarece ainda que, mesmo durante as reformas, o Hospital estará organizado para não diminuir o volume de atendimentos que realiza. ?Essa reforma vai otimizar, sobretudo, a vocação original do HGV, que é o atendimento de alta e média complexidade?, acrescenta o diretor.

A obra de reestruturação do HGV prevê a recuperação da parte elétrica e hidráulica, além das reformas do Setor de Serviço de Análise Patológica, Clínica Pneumológica e Central de Transplantes. A área onde hoje funciona o Pronto-Socorro será transformada em um centro de hemodinâmica, o qual contará com um equipamento de ressonância magnética para diagnóstico por imagem. ?Com esta reforma do HGV, o Governo do Estado garantirá à população do Piauí um serviço de saúde em alta e média complexidade com mais qualidade e humanizado?, afirma o diretor do HGV.

Com a desativação do Pronto-Socorro, o Ambulatório Integrado vai se transformar na principal porta de entrada para o HGV. A estrutura física e de atendimento já está sendo modernizada. A grande novidade será a instalação de um Call Center, que vai agilizar o atendimento aos usuários. As obras de reformas do Ambulatório Integrado Governador Dirceu Mendes Arcoverde (Prédio Azul) já estão em fase de conclusão.
 
 
Da Redação
Tags:
Imprimir